|
  • Bitcoin 150.257
  • Dólar 4,9391
  • Euro 5,2031
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 20/03/2022, 17:31

No PR, pessoas com Síndrome de Down podem incluir símbolo no RG

A inclusão do símbolo de deficiência intelectual facilita o acesso preferencial e o RG pode ser usado como comprovação oficial

PUBLICAÇÃO
domingo, 20 de março de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

Foto: Divulgação/PCPR
menu flutuante

A PCPR (Polícia Civil do Paraná) possibilita de forma online a inclusão do símbolo de deficiência intelectual na carteira de identidade dos portadores de Síndrome de Down. O serviço, disponibilizado recentemente, é acessível a todas as pessoas que já tenham o documento emitido no Paraná e pode ser acessado no site da PCPR.

O símbolo de deficiências intelectuais é destinado a qualquer condição que se enquadre nessa designação. A inclusão facilita o acesso preferencial e o RG pode ser usado como comprovação oficial, dispensando a necessidade de apresentação de laudos e exames em situações em que são exigidos

Símbolos de deficiência auditiva, visual e física também podem ser inseridos na carteira de identidade sem que o cidadão tenha de ir presencialmente a um posto de identificação. “O serviço garante agilidade no atendimento de pessoas com deficiência e evita deslocamentos desnecessários, trazendo acessibilidade e agilidade ao serviço”, destaca o delegado da PCPR e diretor do Instituto de Identificação do Paraná, Marcus Michelotto.

COMO FAZER

Antes de iniciar o processo pelo site da Polícia Civil é importante ter todas as imagens dos documentos necessários no celular ou computador para anexá-las quando o sistema pedir. Isso facilita o processo e garante êxito ao procedimento. 

O cidadão deve ter em mãos os documentos que comprovem a deficiência ou deficiências, que serão objeto de inclusão na carteira de identidade. As imagens precisam estar em formato .jpeg e com tamanho máximo de cinco megabytes. Para facilitar, o usuário poderá fazer uma fotografia do documento, sem precisar digitalizá-lo. Ao final da solicitação, o cidadão receberá um SMS no celular cadastrado para confirmação do pedido.

Outros dados como observações de saúde sobre doenças e tipagem sanguínea também podem ser incluídos no documento do RG, caso o cidadão entenda necessário.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.