Morte de aposentada é mistério em Sertanópolis Lúcio Flávio Moura De Londrina A Polícia Civil de Sertanópolis (40 km ao norte de Londrina) está investigando a morte da aposentada Benedita Pires dos Santos, 77 anos, encontrada morta na noite de anteontem dentro do banheiro de sua casa com ferimentos na cabeça. Peritos do Instituto de Criminalística de Londrina foram até o local para desvendar se a aposentada foi vítima de um acidente doméstico ou de homicídio. ‘‘Só podemos tirar esta dúvida com o resultado da perícia e do laudo do Instituto Médico-Legal, que determinará a causa da morte’’, afirmou o delegado Airton Simplício dos Santos. Ele disse que em caso de homicídio, já teria suspeitos (menores de idade), baseado em fatos que preferiu não revelar para não atrapalhar as investigações. Estes adolescentes teriam fugido da cidade, aumentando ainda mais as suspeitas contra eles. Benedita morava sozinha e teria morrido no final da tarde. Ninguém foi visto entrando ou saindo da casa. A morte só foi descoberta às 23 horas, quando os parentes e vizinhos da aposentada perceberam que as luzes da casa continuavam apagadas. Os policiais já a encontraram com o corpo em estado rígido, o que ocorre somente seis horas depois da morte. De acordo com o delegado, não havia sinais de latrocínio na casa. Todos os eletrodomésticos estavam intactos. Parte do pagamento da aposentadoria – R$ 60,00 ᖠestava junto ao corpo, que não apresentava hematomas. Pela classe sócio-econômica e pelo patrimônio da vítima, a hipótese de crime familiar visando recebimento de herança também foi afastada pelo delegado.