Morre aposentado agredido a pauladas por adolescente Kraw PenasBernadete e Cleusa, filhas de Calisto, dizem que pai morreu sem motivo Michele Muller De Curitiba Morreu ontem de manhã, em Curitiba, o aposentado Calisto Kuchnir, de 74 anos, agredido a pauladas por seu vizinho no dia 12 de fevereiro, em Fazenda Rio Grande, região metropolitana. Ele sofreu hemorragia cerebral e estava internado no Hospital Cajuru desde o dia da briga. O agressor, Lúcio Mauro de Oliveira, de 18 anos, escapou do flagrante e acabou se apresentando na Delegacia de Fazenda Rio Grande no último dia 17. Segundo seu depoimento, ele apenas se defendeu de Calisto, que lhe machucou com um pedaço de pau e o ameaçou de queimá-lo com uma chaleira de água fervendo. ‘‘O garoto estava desempregado e vivia fumando e bebendo na frente de casa. Tudo que meu pai fez foi pedir que ele saísse da frente de nosso portão’’, contou ontem a filha de Calisto, Bernadete Kuchnir, no momento em que foi fazer a liberação do corpo do aposentado no Instituto Médico Legal (IML). Lúcio já tinha sido preso diversas vezes, quando menor, por roubos à mão armada. Sua prisão preventiva só poderá ser efetuada depois de apresentado o laudo de necrópsia pelo IML, segundo o delegado José Carlos de Oliveira.