Giovani Ferreira
De Curitiba
Apesar das pancadas de chuva registradas nos últimos dias, a duração do período de estiagem ainda é uma incógnita no Paraná. A irregularidade das precipitações nas primeiras semanas de janeiro está resultando num clima quente e seco em todas as regiões do Estado. A tendência para os próximos dias continua a mesma, com nebulosidade durante grande parte do dia e chuvas isoladas no final da tarde.
De acordo com a meteorologia, o padrão de estiagem foi interrompido, um pouco, com as últimas chuvas, mas ainda está longe de resolver o problema da seca no Paraná e em toda a região Sul. Vinícius Ubarana, meteorologista do Weather Channel, um canal de TV a cabo especializado em previsão de tempo e clima, explicou que muitas vezes essas pancadas de chuva acabam prejudicando ao invés de ajudar. Como a chuva é muito forte a pode vir acompanhada de granizo, ela pode acabar com o pouco que a estiagem ainda não destruiu, disse Ubarana.
No entanto, coloca o meteorologista, as precipitações que estão atingindo os estados do Sul não deixam de ser um indício de melhora. Apesar do otimismo, Vinícius acredita que a estiagem deve começar a ser amenizada somente no final de janeiro e início de fevereiro. Isso, porque o período de variabilidade, que determina o espaço de tempo entre as chuvas, ainda é muito grande, podendo ficar até uma semana sem chover em determinada região.
A estiagem na região Sul tem reflexos do fenômeno ‘‘La Niña’’, que teve a sua fase mais forte no final do ano passado, mas que ainda está interferindo nas condições climáticas deste início de ano 2000. Para este final de semana nada de mudar em relação aos últimos dias. Em todo o Estado deve ser registrado um tempo quente, nublado e com pacadas de chuva ao meio-dia e no final da tarde, dependendo sempre da região.