Matinhos e Pontal
do Paraná são as
mais visitadas
A Paraná Turismo, autarquia ligada à Secretaria de Estado do Esporte e Turismo, realizou no ano passado uma pesquisa de demanda turística nos principais municípios do litoral do Estado. A pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 17 de fevereiro e ouviu cerca de 1,1 mil pessoas. Os turistas e veranistas dos municípios de Pontal do Paraná, Matinhos e Guaratuba são, de acordo com os dados, geralmente de Curitiba (69%), do sexo masculino (63%), com idade média de 36 anos e renda mensal de R$ 925,50. Geralmente eles ficam cerca de sete dias no litoral paranaense, viajam com a família (70%) e frequentam as praias paranaenses uma vez por ano (30%). Quarenta e dois por cento dos entrevistas têm casa própria na praia e 73% vão para o litoral de carro.
Já os turistas que frequentam Paranaguá e a Ilha do Mel têm renda mensal média de R$ 896,80 e são um pouco mais novos: a idade média é de 34 anos. Sessenta e cinco por cento são originários de Curitiba e 19% de outros estados. A maioria, 54%, é do sexo masculino e permanece no local por cerca de cinco dias. A forma de chegada até a Ilha do Mel é diferente dos demais municípios. Cerca de 52% dos visitantes da ilha descem para o litoral de ônibus.
Os turistas ainda fizeram críticas e apresentaram sugestões em algumas praias do Paraná. Para Pontal do Paraná, as principais propostas apresentadas foram de conservação e pavimentação das ruas, melhorias no esgoto e saneamento, na iluminação, melhora no sistema de ônibus, calçadas, limpeza das praias e colocação de lixeiras públicas. Para Matinhos, além da pavimentação e conservação de ruas e limpeza da praia, foram pedidas melhorias no esgoto e saneamento, na urbanização e mais opções de lazer.
As praias mais visitadas, de acordo com a pesquisa, são Matinhos e Pontal do Paraná. Principalmente os balneários de Ipanema, Praia de Leste e Shangri-lá (em Pontal), Caiobá, Matinhos, Riviera I e II (Matinhos), Guaratuba e Coroados (Guaratuba), Paranaguá e Ilha do Mel (Paranaguá). ‘‘O levantamento destes dados irá nos auxiliar na elaboração de estratégias para fazer com que estes turistas sejam clientes de nossas praias’’, diz Deise Fernandes Bezerra, chefe do Departamento de Diretoria técnica da Paraná Turismo.