Livro de londrinense sobre cogumelos concorre a prêmio


Reportagem Local
Reportagem Local
Noemia Kazue Ishikawa: 26 anos dedicados ao estudo dos cogumelos
Noemia Kazue Ishikawa: 26 anos dedicados ao estudo dos cogumelos | Marcos Zanutto/24-08-2017



Brasília - O livro "Ana amopö – Cogumelos Yanomami" é um dos dez finalistas da 59ª edição do Prêmio Jabuti na categoria Gastronomia. O livro foi elaborado por iniciativa dos pesquisadores indígenas Yanomami e teve a colaboração do grupo de pesquisas Cogumelos da Amazônia do Inpa/MCTIC (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia), liderado pela pesquisadora doutora Noemia Kazue Ishikawa, de Londrina. O resultado final será divulgado no dia 31 de outubro e a cerimônia de entrega do prêmio será no dia 30 de novembro.

O livro sobre cogumelos foi escrito em sanöma, uma das línguas da família linguística Yanomami, e traduzido para o português. É resultado do trabalho de pesquisadores indígenas da região do Awaris, no extremo noroeste de Roraima, na Terra Indígena Yanomami, em parceria com o ISA (Instituto Socioambiental). A obra reúne um trabalho minucioso de catalogação de cogumelos comestíveis e promove uma diálogo entre os conhecimentos dos indígenas sobre cogumelos comestíveis e os conhecimentos científicos.

O trabalho desenvolvido pela pesquisadora londrinense foi tema de reportagem publicada na Folha de Londrina no dia 19 de setembro. Ishikawa, recebeu no dia 11 de agosto o grau de comendador da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho. A honraria premia um trabalho de 26 anos dedicados ao estudo dos cogumelos. A pesquisadora conta que passou a se dedicar à causa indígena ao trabalhar no Inpa. "Eles são os protetores da floresta, pois tudo o que precisam retiram dela", destaca.

Livro de londrinense sobre cogumelos concorre a prêmio
Divulgação/Inpa





SEGUNDA FASE
Ao todo, a edição 2017 recebeu 2.346 inscrições. O Prêmio Jabuti, o mais tradicional e prestigiado prêmio literário no Brasil, foi criado em 1958 e é outorgado anualmente pela Câmara Brasileira do Livro (CBL). Nesta edição, o prêmio contempla 29 categorias.

Na segunda fase do 59º Jabuti, o júri vai avaliar e dar notas a todos os finalistas para apontar os três primeiros colocados de cada categoria. O resultado dessa etapa será divulgado no dia 31 de outubro. Os três primeiros colocados de todas as categorias receberão como prêmio o troféu Jabuti e R$ 3,5 mil. Os demais classificados receberão troféu. A cerimônia de entrega do Jabuti 2017 acontecerá no Auditório do Ibirapuera, em São Paulo, no dia 30 de novembro.



Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias