Duas pessoas foram executadas ontem em Medianeira (70 quilômetros de Foz do Iguaçu) com tiros na cabeça. Moabi Pereira dos Santos, 20 anos, e o cunhado, Arildo da Silva, 25, foram assassinados dentro de uma casa, por três homens que invadiram a residência por volta das 6 horas. Os assassinos obrigaram a mulher de Santos a presenciar o crime.
Os dois homens eram ‘‘laranjas’’ – contratados para trazer produtos do Paraguai ao Brasil. Segundo a polícia, há suspeitas de que ambos teriam perdido um lote de mercadorias na alfândega da Receita Federal. Sem dinheiro para indenizar o contratante, eles prometeram pagar o prejuízo nos próximos dias. ‘‘Mas, na noite anterior, um homem falou que iria passar na moradia deles para fazer novas compras. Horas depois, aconteceu a execução’’, informou o escrivão Dhyan Zanini, reproduzindo o testemunho da mulher, cujo nome não foi divulgado.
A testemunha disse à polícia que a quadrilha chegou à residência, situada na Rua Florianópolis, 1.522, região sul da cidade, dizendo que iria dar uma ‘‘lição’’ nas duas vítimas. Santos foi levado à sala, onde recebeu um disparo. Depois, o trio levou Arildo para a lavanderia, onde ele foi morto com quatro tiros. As pistolas utilizadas eram de 9 milímetros e 7.65 milímetros. A polícia sabe quem contratou os três assassinos.