Imagem ilustrativa da imagem Justiça solta dupla que furtou cabos telefônicos da Sercomtel na zona sul de Londrina
| Foto: Arquivo FOLHA

O juiz Delcio Miranda da Rocha soltou na tarde desta segunda-feira (9) os dois rapazes que furtaram cabos telefônicos da Sercomtel na Avenida Wilson Rodrigues Moreira, na Gleba Usina Três Bocas, zona sul de Londrina, perto das 5h do mesmo dia. Eles foram presos pela Guarda Municipal, que foi acionada depois que moradores da região estranharam a queda repentina de internet. Quando seguiam para o local, os agentes se depararam com os suspeitos, que estavam em um veículo e conseguiram fugir da abordagem.

Segundo o boletim de ocorrência que a FOLHA teve acesso, os guardas perseguiram o carro por vários bairros da região sul. O acompanhamento só terminou assim que o motorista bateu em uma estrutura localizada na esquina das ruas Bélgica com Dinamarca. Os rapazes, que têm 19 e 34 anos, ainda tentaram escapar, mas foram contidos pelas equipes. A GM constatou que o condutor não tem habilitação para dirigir.

Na delegacia, eles confessaram os crimes e foram autuados por furto qualificado. A polícia identificou que 20 metros de cabos da telefônica londrinense foram furtados. Ao analisar o caso, o juiz entendeu que o delito "não foi cometido por violência ou grave ameaça. O risco de reiteração delitiva (ou seja, que isso volte a acontecer) não é tão grave a ponto de demandar a prisão preventiva". Com essa compreensão, Rocha determinou que os jovens usem tornozeleiras eletrônicas por três meses, prazo que pode ser prorrogado.

De acordo com a assessoria de imprensa da Sercomtel, de janeiro deste ano até esta terça-feira (10), foram registrados 437 furtos de cabos. Cerca de 39 km desse tipo de material acabou sendo levado pelos bandidos. As ocorrências representam um prejuízo de mais de R$ 1,7 milhão.