Foz implanta vara de execuções Emerson Dias De Foz do Iguaçu Especial para Folha Ney de SouzaPresidente do Tribunal de Justiça, secretários e autoridades participaram ontem da solenidade de implantação da nova vara no Fórum de Foz do Iguaçu O presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, Sydney Dittrich Zappa, implantou oficialmente em Foz do Iguaçu a Vara de Execuções Penais, que deve agilizar o andamento dos processos de cinco comarcas da região Oeste do Paraná. A solenidade aconteceu ontem no fórum da cidade. Até a definição do juiz titular, um substituto deverá coordenar os trabalhos da nova jurisdição. Mas, segundo Zappa, depois de implantada, ela já começa a funcionar. ‘‘Agora daremos um prazo para a inscrição dos interessados por meio de edital. Provavelmente será alguém de Foz que vai assumir a função’’, explicou. Por enquanto, o juiz substituto Haroldo Demarchi Mendes ficará como responsável. ‘‘É um organismo que vai descentralizar o acompanhamento dos processos julgados, que deixam de ser encaminhados a Curitiba e outras jurisdições’’, explicou o secretário da Justiça e Cidadania, José Tavares. O juiz corregedor de Foz, Rui Mugiatti, lembrou que os maiores beneficiados na cidade serão os 145 condenados que estão na Cadeia Pública. Durante a solenidade foi discutida ainda a liberação de verbas, anunciadas no mês passado, para a construção de um presídio com capacidade para 400 presos, que deve ter suas obras iniciadas ainda este ano. O cadeião de Foz tem capacidade para 160 detentos, mas atualmente está com uma superlotação de 360 encarcerados.