A madrugada de ontem foi marcada por brigas e violência no norte do Estado. O ex-policial militar Sidney Fortunato Trindade, 35 anos, morreu por volta das 3 horas após receber um tiro na cabeça durante festa no Conjunto Maria Cecília, na zona norte de Londrina. Na Vila Ricardo (zona leste), José Carlos Pinheiro foi esfaqueado e encaminhado para o Hospital Universitário (HU), onde chegou em estado grave no início da manhã.
Em Maringá, a polícia vai investigar o assassinato de Devanir Roberto Barbosa, 21 anos, cujo corpo foi encontrado ontem de madrugada no Conjunto Cidade Alta, zona sul da cidade. Segundo a polícia, Devanir tinha acabado de sair de uma festa quando foi abordado por um homem que o chamou pelo nome e em seguida desferiu golpes com uma faca.
O bóia-fria Sidnei Pereira de Carvalho, 35 anos, foi preso à tarde depois de atear fogo na cabeça do amigo Sidnei de Lima, 30, também bóia-fria, no patrimônio São Domingos, em Iguatemi, distrito de Maringá. A polícia informou que os dois teriam passado a manhã juntos, bebendo em um bar e depois foram para a casa de Carvalho, que aproveitou enquanto Lima dormia para atear fogo na cabeça dele, utilizando um isqueiro. Carvalho foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio. Lima foi levado para o Pronto Socorro do Hospital Universitário de Maringá e não corre risco de vida.
Ontem de manhã duas pessoas foram detidas em Santo Antônio da Platina por posse de 130 papelotes de crack. Edmundo Francisco dos Santos, 50, estava com a droga na garupa do mototaxista Rinaldo Senne Bruno Júnior, 21, que alegou não saber que o passageiro transportava os papelotes. (Colaborou Marta Medeiros, de Maringá)