|
  • Bitcoin 139.699
  • Dólar 4,7700
  • Euro 5,1301
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 01/05/2022, 07:19

Estudante de Londrina é selecionada para Programa Jovens Embaixadores

Flavia Ferreira tem 17 anos e faz parte de um projeto de extensão que divulga trabalhos científicos da comunidade do IFPR

PUBLICAÇÃO
domingo, 01 de maio de 2022

Meire Sebastião - estagiária
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Uma londrinense está entre os 50 estudantes selecionados para o Programa Jovens Embaixadores 2022, iniciativa que leva alunos do Ensino Médio da rede pública para um intercâmbio nos Estados Unidos. Flávia Ferreira, 17, está no 2° ano do curso técnico em Biotecnologia no IFPR (Instituto Federal do Paraná), campus Londrina.

A estudante faz parte do Projeto de Extensão DesmistIFica, que tem como objetivo divulgar notícias e trabalhos científicos da comunidade acadêmica do IFPR, além de promover campanhas de conscientização, mostras artísticas e divulgação de bolsa de estudos. Ferreira integra as comissões de internacionalização e design, mas também contribui com as outras áreas.

A lista com os selecionados para o intercâmbio foi divulgada na quarta-feira (20). “Saber que você foi selecionado é um choque, mas, com certeza, é incrível! Eu fiquei muito feliz com a notícia e estou muito empolgada com o programa”, afirma, contando que a preparação para o processo seletivo ocorreu de forma tranquila e a parte mais difícil foi controlar o nervosismo para a entrevista. “Eu fiquei sabendo das inscrições bem cedo, então o primeiro passo foi conseguir e conferir toda a documentação. Depois, na fase da prova, eu revisei o inglês o quanto consegui, e na entrevista, o mais difícil foi não ficar nervosa. Mas a embaixada e os organizadores do programa foram muito prestativos durante essas etapas”, conta.

“Eu espero poder absorver o máximo de conhecimento possível",  diz Flávia Ferreira, que embarca para os EUA em julho “Eu espero poder absorver o máximo de conhecimento possível",  diz Flávia Ferreira, que embarca para os EUA em julho
“Eu espero poder absorver o máximo de conhecimento possível", diz Flávia Ferreira, que embarca para os EUA em julho |  Foto: Arquivo Pessoal
 

Os 50 estudantes selecionados farão a viagem para os EUA entre os dias 1° e 18 de julho deste ano. Inicialmente, eles passarão pela capital dos EUA, Washington, para a celebração de independência do país. Em seguida, serão divididos em grupos menores para uma experiência em outras cidades, onde participarão de oficinas sobre liderança e empreendedorismo, projetos de impacto social, reuniões com representantes do governo dos EUA, visitas às escolas locais, além de fazerem apresentações sobre o Brasil.

Faltando pouco mais de dois meses para a viagem, Ferreira já tem grandes expectativas de como o intercâmbio contribuirá para seu futuro. “Eu espero poder absorver o máximo de conhecimento possível. É uma oportunidade única de conhecer um país e pessoas novas de todo o país. Espero que, quando eu retornar ao Brasil, possa ter adquirido muitas vivências e consiga redirecionar isso para o projeto social que eu faço parte.”

Nesta edição, pelo menos um estudante de cada Estado brasileiro foi selecionado. O Paraná conta com dois representantes. A segunda paranaense selecionada é de Curitiba. Eloyse de Araújo Borguezani  faz parte do Projeto Mentoria em Robótica, que ajuda membros da equipe de robótica com ideias de construção, pesquisas sobre o tema, regras do torneio e coisas relacionadas à FLL (First Lego League), como programação, montagem de lego e projetos de pesquisa.

A londrinense está no 2° ano do curso técnico em Biotecnologia no IFPR e faz parte do projeto de extensão DesmistIFica A londrinense está no 2° ano do curso técnico em Biotecnologia no IFPR e faz parte do projeto de extensão DesmistIFica
A londrinense está no 2° ano do curso técnico em Biotecnologia no IFPR e faz parte do projeto de extensão DesmistIFica |  Foto: Arquivo Pessoal
 

LEIA TAMBÉM:

+   Jovem de Curitiba participa do programa Jovens Embaixadores

DESDE 2003

O Programa Jovens Embaixadores foi criado em 2003 pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, contando com a parceria do Consed (Conselho Nacional de Secretários de Educação), das Secretarias Estaduais de Educação, da rede de Centros Binacionais Brasil-EUA e da USBEA, rede de ex-bolsistas de programas de intercâmbio do governo norte-americano.

Desde sua criação, 698 brasileiros já foram selecionados. Atualmente, o programa é implementado em todos os países do Continente Americano, além de contar com um programa inverso, que seleciona jovens norte-americanos para representarem os EUA na América Latina. 

* Supervisão: Luis Fernando  Wiltemburg 

****

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1