|
  • Bitcoin 120.304
  • Dólar 5,0866
  • Euro 5,2418
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 11/03/2022, 04:07

Estádio do Café ficará mais amigável às pessoas com deficiência

Principal praça esportiva da região passará por adequação dos acessos, dos banheiros e de parte da arquibancada

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 11 de março de 2022

Lúcio Flávio Moura - Especial para a Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, informou que outra área de lazer que passará por adequações este ano é o Estádio do Café (zona norte de Londrina), principal praça esportiva da região. Serão investidos R$ 517 mil para a adequação dos acessos, dos banheiros e de parte da arquibancada do espaço localizado na zona norte de Londrina

De acordo com a prefeitura, serão investidos R$ 517 mil para realizar as adequações De acordo com a prefeitura, serão investidos R$ 517 mil para realizar as adequações
De acordo com a prefeitura, serão investidos R$ 517 mil para realizar as adequações |  Foto: Isaac Fonatana/FramePhoto/Folhapress
 

Em relação ao Ginásio do Moringão (área central),  que passa por uma ampla reforma prevista para ser concluída ainda neste semestre, as adequações para as pessoas com deficiência também estão garantidas, afirma o gestor.

LEIA TAMBÉM:

+    Para cadeirantes, Bosque é exemplo de acessibilidade em áreas de lazer

Além do Estádio do Café, o secretário destacou a evolução na acessibilidade em centenas de praças nos últimos anos. Ele lembrou que em todas as intervenções, as guias foram rebaixadas e em algumas as trilhas foram renovadas.

Canhada destacou que em breve os cadeirantes poderão desfrutar plenamente de outras duas áreas de lazer que  passarão por uma profunda readequação: a Praça Dom Pedro I, na confluência das avenidas Tiradentes, Maringá e Pandiá Calógeras; e o Complexo de Lazer da Vila Nova, na Rua Itajaí, local que no ano passado virou notícia com a destruição da capela mortuária por um incêndio e que hoje é motivo de preocupação da vizinhança pelo estado de abandono.

“Por imposição legal e pela conscientização dos políticos, felizmente a questão da acessibilidade entrou definitivamente na cultura da administração pública e está sendo observada em todos os projetos”, concluiu o secretário

***

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1