SOLUÇÃO CRIATIVA -

Escolas municipais podem participar do Hackaton no Londrina Mais Superação

Objetivo é estimular o empreendedorismo digital nos alunos; evento poderá entrar para o Guiness World Records, como o maior hackathon infanto-juvenil do mundo

Reportagem local
Reportagem local

 

Escolas municipais podem participar do Hackaton no Londrina Mais Superação
Divulgação/N.Com
 


A Prefeitura de Londrina, por meio da secretaria municipal de Educação, convida todas as escolas municipais a se inscreverem no Hackathon do Londrina Mais Superação. O evento acontecerá no dia 28 de outubro, de forma híbrida, das 8h30 às 11h30, e à tarde, das 14h às 17h. Os professores podem fazer as inscrições até terça-feira (26), no site da empresa parceira Happy Code.



O objetivo é estimular o empreendedorismo digital nos alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, da rede pública do Município. O Hackathon funciona como uma competição infanto-juvenil, onde são apresentados diversos desafios relacionados a um tema central, utilizando a metodologia LET (Lean Educacion Technology).



Nela, as crianças vão para a escola, no horário normal de aula, e devem buscar solucionar os problemas de forma inovadora e com ideias criativas. Já os professores orientam seus alunos presencialmente, em sala de aula, com base nas instruções repassadas pela empresa Happy Code de forma on-line.



Espera-se que os participantes desenvolvam um protótipo ou um desenho mostrando a solução criativa. Para isso, eles poderão utilizar duas ferramentas que são: quadro de organização de ideias (Canvas) e o quadro de ilustração de ideias (Storyboard). Ao final, eles vão gravar um vídeo de até 2 minutos, apresentando a solução desenvolvida pela turma para mostrar à banca avaliadora.



As turmas terão até o dia 29 de outubro para entregarem os projetos. Após  esta data, uma banca de especialistas vai se reunir para para avaliar todo o material entregue e decidir quem será a vencedora. A responsável por projetos pedagógicos e eventos da SME, Andrea Militão, explicou que haverá desafios para os alunos da manhã e da tarde, mas, em ambos os casos, a transmissão on-line será aberta em tempo real. “Simultaneamente, as turmas inscritas no hackathon, entrarão na hora marcada na live e receberão as instruções para resolverem o desafio lançado. A empresa Happy Code estará na organização do hackathon com ótimas premiações”, disse Militão.



A servidora da Gerência de Formação Continuada e responsável por projetos pedagógicos e eventos da SME, Carla Cordeiro, disse que a intenção é que o máximo de escolas municipais participem da iniciativa. “Dependendo do número de participantes, esse encontro on-line pode entrar para o livro de recordes, o Guiness World Records, como o maior hackathon infanto-juvenil do mundo. Nós, da Secretaria de Educação, estamos ousando”, afirmou.



Cada aluno da turma vencedora do desafio e seu professor receberá um kit como premiação. O resultado final dos projetos vencedores será divulgado no dia 1º de dezembro desse ano. Já os prêmios e os certificados de participação serão entregues até o dia 20 de dezembro.



Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo