Dossiê reúne erros na telefonia no Sudoeste Gelson Luís Corazza De Francisco Beltrão Especial para a Folha A Associação das Câmaras Municipais do Sudoeste do Paraná (Acamsop-13) prepara um dossiê com reclamações de cerca de 80 usuários do sistema de telefonia. A maior parte das reclamações está relacionada à telefonia fixa, embora ocorram alguns casos de problemas com celulares. A entidade está recebendo contas telefônicas que estão sendo reunidas num documento a ser entregue nos próximos dias ao Procon do Paraná, à Agência Nacional de Telecomunicação (Anatel) e ao Ministério Público de Francisco Beltrão, onde a Acansop-13 está sediada. ‘‘Com os dados que dispomos, podemos afirmar com toda a certeza que há falhas no sistema de telefonia’’, garante o presidente da entidade, Wilmar Reichembach. Entre os problemas apontados pelo dossiê estão casos de faturas com ligações de mais de 600 minutos, excesso de pulsos, ligações interurbanas não realizadas, chamadas a cobrar atendidas em horários em que o usuário não se encontrava em casa e cobrança indevida de taxa de deslocamento em contas de telefone celular. O diretor financeiro da Telepar, Paulo Rogério Magalhães, informou que a empresa é a que possui os mais baixos índices de erros em conta telefônica no Brasil, com padrões de qualidade internacionais e tem investido no sistema de segurança para evitar fraudes. A Tim Celular reconhece erros em cerca de 40 mil contas vencidas nos dias 16 e 19 de fevereiro. Os usuários já foram informados.