|
  • Bitcoin 121.615
  • Dólar 5,0547
  • Euro 5,2170
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 05/07/2022, 17:57

Defensoria do PR lança mapeamento online de serviços de apoio às mulheres

Trabalho foi realizado pelo Nudem e é possível encontrar abrigos, centros de atendimento, serviços de saúde, entre outros

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 05 de julho de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O Nudem ( Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos das Mulheres) da Defensoria Pública do Estado do Paraná elaborou  um mapeamento online com uma relação dos serviços de apoio destinados a essas mulheres. A ferramenta, disponível no site da DPE-PR, na página do Nudem, conta com os principais equipamentos, benefícios sociais e serviços da rede de apoio disponíveis nas comarcas que já contam com o serviço da Defensoria.

. .
. |  Foto: iStock
 

A coordenadora do Nudem, defensora pública Mariana Martins Nunes, explica que a ideia do mapeamento surgiu da necessidade de se facilitar o acesso à informação para diversos públicos: mulheres em situação de violência,  população em geral, profissionais que compõem a rede de apoio e também para as(os) que atuam na DPE-PR, além de demais interessados(as) na temática, como movimentos sociais, pesquisadores(as) e meios de comunicação.

Para ela, a ferramenta possibilita que o público interno da instituição realize um atendimento mais qualificado, na medida em que permite visualizar quais as opções de equipamentos e serviços disponíveis naquela localidade melhor atendem às demandas da usuária. “A ferramenta também é um instrumento importante à disposição da população em geral, com destaque para as mulheres em situação de violência, que podem rapidamente identificar quais equipamentos da rede de atenção à mulher existem na comarca em que residem, e a quais serviços podem recorrer, como é o caso do botão do pânico, por exemplo”, complementa.

EQUIPES MULTIDISCIPLINARES

O mapeamento é resultado do trabalho das equipes multidisciplinares das sedes da Defensoria Pública em todo o Paraná. Em cada cidade, a equipe técnica (composta por profissionais de Psicologia e Serviço Social) ficou responsável por fazer o levantamento dos equipamentos ofertados e dos fluxos de encaminhamento (seja da Defensoria para os demais serviços, seja a via contrária), o que, em muitos casos, contribuiu para aproximar ainda mais a DPE-PR das redes de proteção municipais.

Foi o caso da sede de Pato Branco (Sudoeste),  inaugurada pouco antes do início da pandemia, em março de 2020. “Quando fomos provocadas pelo Nudem a levantar os dados, vínhamos de algumas poucas discussões junto aos equipamentos da rede de proteção. E essas conversas estavam restritas ao município de Pato Branco; nos outros municípios da comarca, ainda não tínhamos conseguido chegar com essa questão”, explica a psicóloga da DPE-PR Delair Spezia Pandolfo. 

O levantamento dos dados para o mapeamento ajudou a estreitar a relação da Defensoria Pública, recém chegada àquela comarca, com as equipes da rede de proteção dos municípios de Pato Branco, Vitorino, Bom Sucesso do Sul e Itapejara D'Oeste.

“Conseguimos desenvolver um bom diálogo, o que possibilita que o serviço municipal, muitas vezes, se desloque até a Defensoria para fazer o atendimento das mulheres em situação de violência, uma vez concluído o atendimento possível da Defensoria naquela demanda. Assim, conseguimos incluir essas mulheres no serviço de proteção, impedindo que depois de atendidas por nós elas fiquem excluídas dos serviços do município, muitas vezes por medo ou vergonha de procurar essa ajuda”, avalia a psicóloga.

SERVIÇOS DISPONÍVEIS

No mapeamento é possível encontrar abrigos, Centros de Atendimento Especializado, serviços de saúde, Juizados especializados e até mesmo os locais que oferecem o benefício socioassistencial do aluguel social, que dispõe um valor mensal às mulheres para auxiliá-las na locação de um imóvel, já que muitas precisam sair de suas casas emergencialmente em razão da violência. No mapeamento também é possível obter o contato telefônico destes equipamentos. A proposta do painel é que ele seja atualizado à medida que novos serviços sejam incorporados à política de enfrentamento da violência contra as mulheres, ou quando um serviço já disponível atualizar algum contato ou modificar algum de seus fluxos ou oferta. 

Acesse AQUI o Mapeamento de Serviços de Apoio a Mulheres em Situação de Violência da DPE-PR. (Com informações da Ascom da DPE-PR)

****

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1