Em um período de 45 dias, a Copel retirou mais de 800 quilos de cabos fixados de maneira irregular em Apucarana (Centro-Norte). São fiações soltas ou colocadas fora das normas técnicas, gerando riscos à integridade física de pedestres, motoristas, motociclistas e ciclistas.

O balanço foi divulgado nesta terça-feira (28) pelo gerente da Copel em Apucarana, Gilberto Stefani, durante reunião com o prefeito Junior da Femac.

O gerente da Copel afirma que em dezembro foram notificadas 26 empresas de telefonia e internet, sendo concedido um prazo de 30 dias para a regularização. “Como sete empresas não cumpriram ou atenderam apenas parcialmente o pedido, a Copel está desde a primeira quinzena de fevereiro executando esse serviço”, pontua, acrescentando que o descumprimento da notificação por parte das empresas tem como consequência a aplicação de multas.

“A operação foi colocada em prática atendendo pedido da Prefeitura. Neste primeiro momento, a retirada está acontecendo em locais de maior fluxo de pessoas e veículos. Esses mais de 800 quilos representam diversos quilômetros de fiação, que estavam colocando em risco as pessoas”, reitera Junior da Femac.

MAIS INFORMAÇÕES

Stefani colocou à disposição o 0800 51 00 116, solicitando que a população colabore com o processo de retirada da fiação. “O trabalho terá continuidade e pedimos para que as pessoas informem os locais onde há fiação solta e que geram riscos para a população”, pede o gerente da Copel. (Com informações da Prefeitura de Apucarana)

¨¨¨¨

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1