Será aberto hoje, às 20 horas, o 42º Congresso Médico de Londrina, que tem como tema ‘‘Saúde e Tecnologia’’. A promoção é da Associação Médica de Londrina (AML) e vai reunir 22 convidados nacionais e um médico alemão. Os organizadores esperam a participação de 700 pessoas, entre profissionais da área de saúde e estudantes de cursos de medicina e enfermagem.
A solenidade de abertura acontece no anfiteatro da sede administrativa da AML, à Avenida Harry Prochet, 1.055 (zona sul). De amanhã a 21 de outubro, as palestras, seminários e workshops serão realizados no Centro de Convenções do Hotel Sumatra (centro). Haverá conferências e cursos dirigidos a mais de 30 especialidades.
Uma das novidades que será apresentada no congresso é o ‘‘ouvido biônico’’, técnica inédita na América Latina para correção da surdez e que será apresentada sexta-feira e sábado por Hans Peter Zenner. O especialista vem ao congresso a convite do otorrinolaringologista londrinense Zenshi Heshiki, que conheceu o médico alemão durante um congresso em Madri, Espanha.
O aparelho pesa 19 gramas e tem 44,5 milímetros de comprimento por 29 milímetros de largura. Segundo Heshiki, o equipamento é implantado na cavidade do osso mastóide (região temporal) com uma cirurgia de ouvido feita com anestesia geral.
O especialista afirma que a principal vantagem do ouvido biônico é ser usado quando o paciente não se adapta aos aparelhos convencionais. ‘‘A segunda vantagem é que o paciente pode levar uma vida normal e até fazer natação, evitando apenas atividades consideradas violentas’’, afirmou. A questão estética é outra vantagem atribuída ao novo aparelho.
Além de ser uma alternativa cara, o ouvido biônico é indicado apenas aos adultos que tiveram alguma experiência de linguagem (não nasceram surdos). A primeira cirurgia com o equipamento foi realizado em 98 na Universidade de Tubingen. Hoje existem 30 pacientes usando esse aparelho sem registros de rejeição. A ténica foi aprovada na Comunidade Européia, Canadá e Austrália e pode ser liberada em breve nos Estados Unidos.
As inscrições continuam abertas e sócios da AML estão isentos da taxa para a programação especial. Médicos de outras localidades ou não associados pagam R$ 70,00; residentes pagam R$ 40,00 e o custo para estudantes é R$ 30,00. Os cursos específicos têm taxa de inscrição diferenciada e vagas limitadas. Para médicos e estudantes de outras cidades que desejem participar apenas de um módulo da programação, a AML está oferecendo um convite individual, no valor de R$ 15,00 e também com direito a certificado.
Mais informações pelo fone (43) 341-1055 ou ainda pelo e-mail [email protected].