Betânia Rodrigues
De Londrina
Especial para a Folha
O vestibular da Universidade Estadual de Londrina (UEL) aumenta o faturamento não só de hotéis e empresas de ônibus. Os restaurantes também lucram com o fluxo de clientes de outras cidades.
No Italianinho Restaurante, o movimento aumentou em 50% no último final de semana. De acordo com o proprietário, Orides Valandro, nos dias de prova o estabelecimento vende cerca de 800 refeições por dia entre almoço e jantar. Esta é a única época do ano em que Valandro abre o restaurante à noite. Normalmente, ele funciona somente pela manhã, atendendo aproximadamente 400 pessoas.
‘‘É a melhor fase do ano. Nesses dias 60% da clientela é de vestibulandos vindos de outras cidades’’, disse Valandro, que há cinco anos coordena o restaurante.
Para aproveitar esse período, os restaurantes adiantaram até o horário de abertura. O Italianinho que, tradicionalmente, funciona a partir das 11 horas, nesses dias antecipa o expediente em meia hora. O mesmo acontece no restaurante Dá Licença, que até amanhã abre às 10h45 ao invés de 11 horas.
‘‘No domingo, atendemos 570 pessoas no almoço. Isto equivale a um acréscimo de mais de 100 pessoas no movimento diário’’, disse a gerente, Carolina Letti. Para atender ao aumento na demanda, o restaurante Dá Licença acrescentou mais quatro novos atendentes ao quadro de 24 funcionários.
Deodato Mazzotti, gerente da lanchonete Kiberama, do Shopping Royal Plaza, também sentiu alteração no número de vendas no último domingo. Segundo ele, boa parte dos novos clientes eram adolescentes que, provavelmente, realizam o vestibular. ‘‘O movimento aqui cresce a partir das 18 horas. Acredito que esse aumento chegue a casa dos 20% e que permaneça nos próximos dias com a abertura dos cinemas no dia 15.’’
Para o proprietário do restaurante Sabor Natural Grill, Silney Lindquist, o movimento seria maior se as provas fossem realizadas pela manhã assim como ocorreu há alguns anos. Lindquist disse que naquela época o número de refeições triplicava. ‘‘Em julho, o número de vestibulandos é bem maior do que em janeiro. Esta semana, o aumento de clientes vai crescer, no máximo, 15%’’, comentou o comerciante do centro da cidade.
O McDonald’s do Shopping Catuaí registra, durante o vestibular da Universidade Estadual de Londrina, um crescimento de 60% nas vendas. As unidades do Shopping Royal Plaza e da Avenida Higienópolis também lucram com o vestibular. De acordo com Gelson Monteiro, franqueado dos dois últimos estabelecimentos, o aumento nessa época é de 30%. ‘‘O pico de movimento acontece entre às 11h30 e 12h30 e depois das 18 horas até o fechamento da unidade, às 23 horas’’, afirmou.
Para atender a esse acréscimo na demanda, Monteiro cortou as folgas nos dias de vestibular e alterou a escala de funcionários. Ricardo Gaspar, gerente de operações do McDonald’s no Shopping Catuaí, ampliou de 70 para 85 funcionários desde o Natal, quando o movimento de frequentadores do shopping cresce substancialmente.