Verão, férias. Época de viajar e relaxar. Alguns optam por levar o animal de estimação, mas nem todos podem e aí surge a dúvida: com quem deixar meu bichinho? ''A primeira e mais importante é escolher bem o cuidador temporário do seu animal. Independente se você irá deixá-lo com um amigo, parente ou com o proprietário de um hotel para cães, é fundamental que você tenha certeza da disposição da pessoa que irá cuidar e do carinho que ela tem por animais'', destaca o médico veterinário Adonai Bruno, de Londrina.
Bruno orienta ainda que, independente se o animal irá ficar na casa do cuidador ou em um hotel, é fundamental que o local seja espaçoso para que o animal possa caminhar, brincar e tomar sol. ''Assim, ele poderá gastar toda a sua energia, se distrair e sentir menos a falta do dono'', justifica. ''Alguns animais, por viverem em apartamentos, são acostumados a fazerem suas necessidades somente quando saem de casa, ao passear. E se o cuidador mudar, de repente, essa rotina, pode ser muito estressante para o animal.''
O veterinário explica que após a escolha, o dono deve algumas providências para que a estadia do bichinho seja agradável. Como, por exemplo, levar o animal para visitar o local onde ele irá ficar. E no dia da partida levar os utensílios que o pet gosta, como os brinquedos e a cama.
''Isso fará com ele se sinta mais familiarizado com o local. Se o animal já visitou o espaço pelo menos uma vez ou já foi no colo de quem irá cuidar dele durante as férias, a separação do dono será muito menos estressante'', diz o veterinário. Ele ressalta que a visita é importante também para o proprietário checar a limpeza do local e constatar ou não a presença de outros animais.
Mesmo que o espaço seja muito bem higienizado, o veterinário recomenda que o animal não vá para o local sem que esteja devidamente imunizado, ou seja, com a carterinha de vacinação em dia e desvermifugado.
Já a alimentação deve continuar a mesma. Ele orienta que o proprietário deixe com o cuidador um estoque da ração que o animal está habituado a comer e não se esqueça de anotar a quantidade e em quais horários a refeição deve ser dada, para garantir que o animal não passe fome e nem tenha indigestão.
No caso de pets que tomam medicamento regularmente, Bruno orienta que o produto seja entregue ao cuidador, juntamente com as orientações, também por escrito.
Diversão
''Os proprietários querem deixar o pet em um local seguro, bem higienizado e onde possa ser bem alimentado, mas só isso não basta. Para que o animal se sinta feliz e sofra menos com o distanciamento dos donos, é preciso que o local disponha de um espaço para diversão e que pessoas que irão cuidar estejam realmente dispostas'', afirma o proprietário do Floratta's Resort Kennel, Sandro Areias, que oferece hospedagem para cães.
Segundo ele, o proprietário deve estar alerta para a divisão do espaço em diferentes piquetes. ''Quando o espaço oferece piquetes de grama, areia e cimento, a possibilidade de que todos os animais se sintam à vontade é muito maior, já que nem todos estão acostumados aos mesmos ambientes.'' Além disso, Areia orienta que o dono verifique a existência de um espaço para o banho de sol e de um piscina para as brincadeiras nos dias de calor.
Adaptação
Com as constantes viagens de sua dona, o tranquilo cachorro Panqueca, um Ihasa Apso de 5 anos, já se acostumou a passar algumas semanas do ano longe da família. Mas até que a proprietária, a professora aposentada Mario do Rocio, encontrasse um local onde o animal se sentisse à vontade demorou algum tempo, o que causou estresse no animal.
Maria conta que a primeira opção foi deixá-lo em um petshop. ''A estadia do Panqueca foi um desastre. Não sei se era porque ele ficava preso muito tempo ou por não brincarem, mas o Panqueca demonstrava um estresse grande. A ansiedade dele já começava quando arrumávamos as malas.'' A segunda opção foi deixá-lo com o irmão e a cunhada que o adoravam. Mas apesar de todo o cuidado e atenção, o cachorro ainda sentia muito a falta dos donos.
Até que Maria decidiu deixá-lo na própria casa do veterinário, que transformou o local numa espécie de hotéis para cães. ''Hoje ficamos tranquilos quando precisamos viajar, pois sabemos que o veterinário irá cuidar muito bem dele.''


Confira mais fotos do hotel para pets:

Com quem deixar o bicho de estimação?
Com quem deixar o bicho de estimação? Com quem deixar o bicho de estimação? Com quem deixar o bicho de estimação? Com quem deixar o bicho de estimação? Com quem deixar o bicho de estimação? Com quem deixar o bicho de estimação? Com quem deixar o bicho de estimação? Com quem deixar o bicho de estimação? Com quem deixar o bicho de estimação? Com quem deixar o bicho de estimação? Com quem deixar o bicho de estimação? Com quem deixar o bicho de estimação? Com quem deixar o bicho de estimação?