A missa das 19 horas de ontem, na Catedral de Londrina, foi especial para 17 casais. Igreja enfeitada com flores, tapete vermelho e daminhas de honra completavam um cenário de sonho para os noivos que oficializaram, diante da Igreja Católica, num casamento coletivo, uniões de alguns anos. Muitos não eram casados nem no civil. Caso de Ana Paula e Carlos Roberto Beasi, que casaram no último sábado, 28, no cartório. Juntos há 4 anos, eles já têm dois filhos, um de 4 anos e outro de 2 meses. Carlos Roberto explicou o casamento na igreja com uma declaração de amor para Ana Paula: ‘‘é que agora nosso amor é maior ainda.’’
Com o objetivo de ‘‘organizar a vida espiritual’’ Vera Lúcia e José Esequiel Borges, estavam ansiosos no momento de entrar na igreja. ‘‘Estou mais nervosa do que na primeira vez’’, disse Vera Lúcia, que depois de legalizar sua situação no primeiro casamento e viver há 18 anos com José Esequiel, era uma das noivas mais nervosas.
O menino Jhonatan, de 6 anos, foi acompanhar os pais, Valdecir e Marilene de Oliveira. O comodismo, segundo Valdecir, fez com que o casamento na igreja fosse sempre adiado. O convite da Pastoral Familiar estimulou a decisão do casal, juntos desde 1993. Também cederam aos apelos da Pastoral Júlio e Maria Lúcia Ferreira, juntos há 23 anos.
É da Pastoral a iniciativa de realizar a cerimônia. O trabalho é feito há 5 anos e o casamento coletivo serve para ajudar casais que, entre outros motivos, não têm disponibilidade financeira de custear uma cerimônia separada. Há a ajuda de toda a comunidade e o Monsenhor Gaffá celebra o casamento.
Segundo os coordenadores da Pastoral Familiar da Catedral, Cremilda e José Ferreira, antes do casamento os noivos são preparados em dois encontros. ‘‘Durante as missas da Catedral, a Pastoral faz questão de avisar sobre os encontros para que a cada ano aumente o número de legitimações de uniões’’, garantiu José.
A Pastoral consegue desconto para que seja realizado o casamento civil, uma das exigências para a cerimônia religiosa, viabiliza a decoração da igreja e uma festa para os casais.