|
  • Bitcoin 149.770
  • Dólar 4,9314
  • Euro 5,2204
Londrina

Cidades

m de leitura Atualizado em 17/03/2022, 17:14

Cão-guia impede queda de passageira em fosso de elevador

A labrador impediu o acidente ao indicar que havia algo errado com o equipamento

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 17 de março de 2022

William Cardoso - Folhapress
AUTOR autor do artigo

Foto: Arquivo Pessoal
menu flutuante

São Paulo - A cão-guia Hilary salvou a turismóloga Mellina Reis, 38, de cair no fosso de um elevador na estação Saúde, da linha 1-azul do metrô, na última terça-feira (15). Com a porta destravada, o equipamento que a levaria até a plataforma não estava no local. A labrador impediu a queda de cerca de três metros de altura ao indicar que havia algo errado.

"Nunca imaginei que o elevador não estaria ali, com a porta destravada. Se estivesse de bengala, eu seguraria a porta, entraria normalmente e cairia", afirma a turismóloga.

Mellina publicou um vídeo no Instagram, no perfil 4pataspelomundooficial, com mais de 16 mil seguidores, relatando o que aconteceu.

Ela diz que acionou uma funcionária da estação imediatamente depois do ocorrido. "Ela ficou assustada e disse que pediria para arrumarem", conta. "Primeiro, deveria ter uma manutenção constante. Diversas estações têm elevadores quebrados. É frequente. Vou pegar e não está funcionando", explica.

A turismóloga diz que esse mesmo elevador da estação Saúde apresentou problemas há poucos dias, antes do incidente desta terça. "Estava com a porta travada. Ele chegava, mas a porta não abria", diz.

Mellina alerta que problemas com elevadores podem causar acidentes graves não apenas com deficientes visuais, mas também com idosos, cadeirantes e gestantes. "Hoje em dia, a pessoa anda mais olhando para o celular do que para o caminho e pode acontecer de se machucar", diz.

A sorte da turismóloga é contar com a parceria com Hilary, que já dura oito anos. Segundo Mellina, a labrador tem 10 anos e meio, está em seus últimos meses de serviço como cão-guia e é considerada uma cachorrinha idosa, por isso evita escadas fixas.

Parceria da turismóloga com Hilary já dura oito anos Parceria da turismóloga com Hilary já dura oito anos
Parceria da turismóloga com Hilary já dura oito anos |  Foto: Arquivo Pessoal
 

NÃO FOI A PRIMEIRA VEZ

Mellina diz que não foi a primeira vez que Hilary a salvou de um acidente grave. Em outra ocasião, as duas estavam paradas na esquina, quando a turismóloga escutou o barulho de um carro, como vindo em sua direção. "Quem viu disse que ela me empurrou e o carro passou exatamente onde eu estava", diz.

Questionado, o Metrô disse que lamenta o ocorrido e pede desculpas à passageira. Segundo a companhia, sob a gestão do governo João Doria (PSDB), o elevador já voltou a operar com a troca de uma peça danificada que impediu seu correto funcionamento. "A companhia também determinou apuração imediata da causa da falha, além de revisão do protocolo de inspeção e manutenção", afirmou, em nota.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1