Campo Mourão confirma caso da variante Delta de coronavírus

Mulher de 65 anos chegou a ficar internada na UTI da Santa Casa, recebeu alta e passa bem; Saúde afirma que caso é considerado isolado, não há contaminação comunitária

Reportagem local
Reportagem local

Campo Mourão - Uma mulher de 65 anos, que mudou-se recentemente para Campo Mourão (Centro-Oeste), foi contaminada pela variante delta da Covid-19. A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (28) pelo secretário municipal de Saúde, Sérgio Henrique dos Santos. Os protocolos de tratamento e isolamento da paciente já foram cumpridos.

 

Sérgio Henrique dos Santos, secretário de Saúde
Sérgio Henrique dos Santos, secretário de Saúde | Prefeitura de Campo Mourão - Divulgação
 


Segundo o secretário, a paciente sentiu os primeiros sintomas no dia 30 de junho, procurou a UPA no dia 6 de julho com falta de ar a fadiga e no dia 10 de julho foi internada na UTI da Santa Casa, mas sem necessidade de intubação. A paciente, que havia tomado a primeira dose da vacina, recebeu alta hospitalar no dia 17 de julho.


 “Ela está bem, a família está monitorada e ninguém apresentou sintomas. O caso é considerado isolado, ou seja, não temos contaminação comunitária da variante”, esclarece o secretário. Ele lembra que o caso foi informado ao município pela 11ª Regional de Saúde, que também acompanha os protocolos.



AUMENTO DE CASOS

O secretário lembra que apesar da queda no número de atendimento de pacientes na Central de Triagem, bem como na UPA, os casos de vírus ativo da Covid-19, que estavam caindo, voltaram a subir nesta semana e somente no mês de julho 31 pacientes morreram. O município já contabiliza 319 mortes desde o início da pandemia.


“Pelo trabalho que a fiscalização está tendo temos verificado que muitos estão achando que a pandemia acabou e isso é muito perigoso”, adverte o secretário. Ele lembra que continua em vigor medidas restritivas por decreto municipal e pede a colaboração da população em relação aos cuidados.


LEIA TAMBÉM:

- Vacinas contra Covid vencem corrida contra variantes

Como conter a variante delta? Especialistas respondem


NO PARANÁ

De acordo com informações da Sesa (secretaria de Estado da Saúde), sem contar o caso de Campo Mourão, o Paraná totaliza até 13 casos confirmados da variante delta, com seis óbitos. Todos passaram sequenciamento genômico realizado pelo Laboratório da Fiocruz, no Rio de Janeiro. Já são nove cidades com casos: Curitiba, Apucarana, Francisco Beltrão, Rolândia, Mandaguari, São José dos Pinhais, Piên, Piraquara e Araucária.


VARIANTE 

Presente em mais de 100 países, incluindo o Brasil, a variante delta preocupa por ser mais transmissível do que as outras cepas do vírus da covid-19. Muitos territórios que tinham a doença controlada  registram aumento de casos da variante, que segundo a Organização Mundial de Saúde tem a possibilidade de gerar reinfecção em quem já teve a doença. Nos países com vacinação mais avançada, a grande maioria dos casos novos são em pessoas que ainda não se vacinaram completamente com as duas doses. (Com informações da Prefeitura de Campo Mourão e da AEN)





Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo