Emerson Dias
De Foz do Iguaçu
Especial para Folha
Christian RizziChristian RizziSEM DOCUMENTOSO domador Eduard coloca o filhote de tigre Ronaldinho para brincar com Chilavert, de sete meses de idade (acima); ao lado, Eduard dá um banho na elefanta RosiDez caminhões do Circo Gigante Modelo estão retidos há uma semana na Estação Aduaneira do Interior (Eadi) de Foz do Iguaçu, aguardando a liberação das cargas contendo animais, trailers e equipamentos para shows circenses.
Os caminhões pertencem ao grupo mexicano Hermanos Fuentes Gasca e estão circulando pela América Latina há mais de 15 anos. A empresa possui 22 circos, espalhados por todo o mundo. Pelo menos 60 pessoas, entre chilenos, colombianos, mexicanos e cubanos, aguardam a autorização para se apresentar no Brasil.
‘‘Fizemos shows no Paraguai durante 13 meses. Agora, queremos ficar dois anos percorrendo as cidades brasileiras’’, disse o domador Eduard Prescielo. Ele e os companheiros precisaram improvisar um picadeiro no pátio da aduana para que os animais pudessem ter um espaço mais confortável enquanto a documentação não fica pronta.
Sob a lona estão pôneis, cães adestrados, a elefanta Rosi e quatro tigres de bengala, entre eles o filhote Ronaldinho, de apenas sete dias. Ele e o tigre branco Reina são a atração dos quase 600 motoristas que também aguardam liberação das cargas dos caminhões na estação aduaneira.
O bebê tigre nasceu na estação e passa o dia todo brincando com a mãe e o outro filhote do grupo, com sete meses de idade, chamado pelos tratadores de Chilavert (homenagem ao goleiro da seleção do Paraguai, país onde o animal nasceu). Segundo Prescielo, os fiscais informaram que os documentos devem sair até o meio-dia de hoje.
A delegada da Receita Federal em Foz, Maria Angélica Toledo Castro, explicou que cargas onde estão incluídos animais vivos precisam ser avaliadas pelo Ministério da Agricultura para que recebam certificados zootécnicos. Somente depois da autorização do ministério, os fiscais da Receita podem liberar os documentos de admissão temporária dos caminhões, equipamentos e pessoal do circo para que possam seguir viagem pelo Brasil.