O paranaense vai ter que se acostumar com temperaturas bastante elevadas mesmo antes do início do verão. De acordo com a previsão do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), o calor deve predominar até o início oficial da estação mais quente do ano, às 11h30 do dia 21 de dezembro.
Este mês, o Simepar registrou a temperatura mais quente dos últimos dez anos em Curitiba e dos últimos quatro anos em Londrina, antes do início do verão. Na Capital, a temperatura mais quente deste ano foi registrada no feriado do último dia 12, quando os termômetros marcaram 31 graus. O meteorologista do Simepar, Tarcízio Valentin da Costa, lembra que temperatura semelhante no mesmo período foi registrada em 1990, curiosamente no mesmo dia de outubro, quando os termômetros marcaram 32 graus.
Em Londrina, a temperatura mais quente do ano foi registrada no último sábado: 36 graus. A máxima no período foi registrada há seis anos, quando os termômetros marcaram 36,6 graus. A média do histórico das temperaturas máximas no trimestre outubro/novembro/dezembro varia de 22 graus na Capital a 29 graus no Norte Pioneiro.
‘‘Há bastante tempo não se registrava temperaturas tão elevadas’’, salienta Tarcizio. Ele explica, porém, que a elevação é normal considerando as constantes massas de ar quente que predominam no Estado no período.
De acordo com a previsão do Simepar, o calor não deve diminuir até o final da semana. ‘‘A massa de ar quente deve predominar até o próximo domingo, quando está prevista a aproximação de uma frente fria’’, enfatiza Tarcízio. Segundo ele, a frente fria deve ser caracterizada mais por chuvas do que por temperaturas baixas.
A previsão do Simepar para o próximo trimeste (escala de abrangência da previsão climática) é que nenhum evento severo - como tempestades e geadas - atinjam o Estado no período.
Apesar do calor, o final da tarde de ontem foi com chuva em Curitiba.