A empregada doméstica Eliane Cristani da Cunha, de 20 anos, ficou gravemente queimada na madrugada de ontem, quando dois homens encapuzados e armados, entraram na residência de seus patrões, no município de Nova Prata do Iguaçu (78 km ao norte de Francisco Beltrão). Segundo a versão da Polícia Militar, os suspeitos invadiram a casa por volta meia-noite de segunda-feira, para um suposto assalto. Os proprietários da casa não se encontravam no momento, só a empregada e duas crianças que dormiam.
Conforme informações da PM, os homens jogaram álcool na doméstica e depois atearam fogo. A vítima está internada em estado grave com queimaduras de segundo e terceiro graus na parte frontal do corpo, na UTI do Hospital São Vicente de Paula, em Francisco Beltrão.
O superintendente da Polícia Civil de Nova Prata do Iguaçu, Eurico Lara, disse que o caso está confuso e que foram levantadas muitas hipóteses. ‘‘Nós temos a versão da PM, mas não sabemos a versão da vítima. Estamos trabalhando com hipóteses, ainda não podemos declarar nada’’, disse. O superintendente acrescentou ainda que várias pessoas foram intimadas para prestar depoimento. Segundo Lara, na residência não foram encontrados vestígios de arrombamento ou pistas que apontem como o crime ocorreu. A polícia ainda não tem suspeitos da autoria.