Os usuários da Telepar Brasil Telecom que residem na área central de Curitiba ficaram sem comunicação por 27 horas. O rompimento de um cabo da empresa na esquina das ruas Visconde Guarapuava e Desembargador Westphalen, por uma empreiteira que executava obras na região, provocou a interrupção em 1.200 telefones de 21 prefixos. Segundo a Telepar, a comunicação estaria restabelecida na área desde as 20 horas de ontem.
O problema teve origem às 17 horas de domingo, quando a empresa Trix Engenharia, que executa obra de colocação de dutos para fibra ótica, com extensão de mil metros, rompeu o cabo.
Um grupo de diretores da Telepar se reuniu para avaliar os prejuízos provocados pelo acidente, mas não havia definido o valor. Segundo a assessoria de imprensa da empresa, após a identificação do responsável será encaminhado um orçamento à empresa para um posterior ressarcimento. A Telepar mantém faixas de advertência em toda a estensão dos cabos com o objetivo de evitar acidentes como este.
‘‘Esses acidentes infelizmente acontecem mas nossa equipe está trabalhando dentro de um cronograma de conclusão da obra’’, afirmou José Maurício Moraes, engenheiro responsável pela obra da Trix. Um grupo de funcionários da Telemont, que presta serviços à Telepar, estava no local recuperando os cabos.
A Telepar tem no Paraná 1,6 milhão de terminais de serviços e estão previstos investimentos de R$ 670 milhões até o final do ano.