Transmitir o sentimento de paz através de desenhos e pinturas. Centenas de crianças aceitaram esse desafio e ontem transformaram o antigo muro sem pintura da Escola Municipal Franscisco Pereira de Almeida Júnior em um grande painel de cores e formas. Arco-íris, borboletas, flores e pássaros coloridos passaram a fazer parte do cotidiano dos alunos da unidade e também da comunidade que mora no Conjunto Guilherme Pires, que fica na Zona Leste de Londrina.
''Trabalhamos com o tema paz desde o início do ano por meio de filmes, palestras, redações e desenhos. A pintura do muro representa a finalização destas atividades pedagógicas. Planejamos fazer isso na Semana da Paz, em setembro, mas como choveu muito transferimos a data'', explicou a diretora da escola, Lúcia Maria Irineu. Ela ressalta que durante a atividade de ontem os estudantes puderam exercitar na prática o respeito valores aprendidos durante o ano todo. ''As crianças perceberam a importância de respeitar o espaço do outro, de aceitar a diversidade de opiniões e de interagir com os colegas'', enfatizou.
Lúcia disse que o resultado dos trabalhos surpreendeu a equipe pedagógica que atende os 614 alunos matriculados da pré-escola à 4 série. ''As crianças começaram a falar sobre a importância da paz com seus pais, avós e vizinhos e a relatar o efeito que isso teve nos seus ambientes familiares'', destacou Lúcia.
Entre tintas e pincéis, as crianças se mostraram entusiasmadas com a experiência lúdica. ''Aprendi que a paz é traduzida pelo amor que a gente sente pelas pessoas e pelas coisas. Pensando nisso pintei flores e pássaros que me transmitem esse sentimento'', afirmou Giovana Barbosa Pereira, 10 anos, estudante da 4 série.
''Desenhei um arco-íris, pois acho que ele representa a nossa ligação com Deus. Espero que ao vê-lo todo mundo se lembre que não deve haver brigas e xingamentos entre as pessoas'', destacou Hamonn Kich dos Santos, aluno da 4 série. ''Desenhei várias flores e borboletas. Agora o muro ficou bem mais colorido e alegre. Muito mais bonito que antes'', salientou Letícia Dias Fortunato, 8 anos, estudante da 2 série.
Prêmio
Um projeto sobre meio ambiente desenvolvido pela escola foi selecionado entre os dez melhores trabalhos realizados por 250 escolas do Paraná. A iniciativa que visou a conscientização de alunos e da comunidade local sobre o descarte correto de pilhas, baterias de telefone celular e medicamento foi premiada pelo Programa Agrinho.
''Na semana passada fomos a Curitiba receber duas câmeras digitais que já estão sendo utilizadas na escola'', afirmou a diretora. Ela destacou que o projeto de descarte ganhou a adesão dos estudantes. ''Durante a campanha ensinamos os alunos que pilhas, baterias e remédios não podem ser jogadas no lixo comum e as crianças multiplicaram essa informação em todo o bairro. Coletamos um grande volume de produtos que serão destinados a locais apropriados de descarte'', explicou.

Confira mais fotos do trabalho realizado pelos alunos:

A paz traduzida em cores e formas
A paz traduzida em cores e formas A paz traduzida em cores e formas A paz traduzida em cores e formas A paz traduzida em cores e formas A paz traduzida em cores e formas