O Papai Noel está contando com a ajuda de voluntários para adotar cartinhas das crianças de 29 escolas municipais e quatro centros de educação infantil de Londrina. É mais uma edição da Campanha ''Papai Noel dos Correios'', que pelo segundo ano é realizada em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação. Devem ser atendidas 10 mil crianças do ensino fundamental e os interessados podem se dirigir à Agência Central dos Correios para buscar uma das cartas.
O coordenador da campanha em Londrina, Mateus Magalhães, conta que desde 1997 as agências recebiam pedidos endereçados ao ''bom velhinho'' e os próprios funcionários procuravam atender aos desejos. Como o número foi se avolumando, o jeito foi pedir ajuda da comunidade. No ano passado a campanha virou um projeto corporativo em âmbito nacional e a partir de então todas as cidades direcionam as doações para estudantes carentes.
''No ano passado recebemos cartas de 6,5 mil crianças e 98% dos pedidos foram atendidos. Tivemos algumas doações avulsas, de pessoas que quiseram presentear qualquer criança e isso nos ajudou um pouco a cobrir o que faltou'', conta Magalhães.
O motivo da falta de doações é que algumas pessoas retiram os pedidos mas não levam o presente, ou levam depois do prazo. Para evitar esse problema, neste ano as cartas virão numeradas e quem se dispuser a participar da campanha deve deixar um telefone de contato.
''Pedimos que as doações sejam entregues até o dia 10 de dezembro. Como serão muitas escolas, não dará para visitar todas no mesmo dia e vamos levar os presentes até o dia 19'', explica Magalhães.
Entre os pedidos, carrinhos e bonecas são os campeões. Material escolar também é bastante desejado. ''Tivemos uma sala de aula onde várias crianças pediram piscina. Acho que um deve ter ganhado no ano passado e agora várias querem'', supõe Magalhães. Mas há quem deseje que o Papai Noel dê ''o que o senhor puder'', como pediu uma garotinha de 8 anos.
Izaura Benedita Alves Dalgiso é diretora do Centro de Educação Infantil Sebastião Sanches Sarauza, no Jardim São Pedro (Zona Leste) e conta que este é o primeiro ano que a escola participa da campanha. ''As crianças ficaram muito felizes em poder mandar as cartinhas. Atendemos 65 crianças de 0 a 5 anos e elas desenharam o que querem ganhar. Os professoras traduziram em letras o desejo de cada uma. Espero que todas sejam atendidas'', salientou.
Pacote completo
Na Escola Municipal Noêmia Alaver Garcia Malanga, no Jardim Olímpico (Zona Oeste), os 700 alunos foram presenteados no ano passado. Sílvio Aparecido Spósito, diretor do colégio, conta que quase todas as crianças tiveram os desejos atendidos. Aqueles que não ganhariam nada os professores se cotizaram e compraram.
''É ruim quando as pessoas retiram as cartas e não cumprem com o compromisso. Por isso nós procuramos dar alguma lembrancinha. Não foi exatamente o que eles pediram, mas pelo menos não ficaram sem nada. Como eles acreditam mesmo no Papai Noel, fazemos o pacote completo, com direito a árvore enfeitada e não podemos quebrar essa magia'', justifica.
Amanda da Silva Oliveira, 9 anos e aluna do terceiro ano, espera ansiosamente pelo dia que o Papai Noel irá trazer sua bola de futebol. Para quem se espanta com o pedido, a pequena justifica que está tendo aulas do esporte no colégio e com apenas três meses já se apaixonou. ''No ano passado pedi material escolar e também uma boneca. O Papai Noel conseguiu trazer'', comemora.
Na casa do pequeno José Vergílio Lemes Rocha, também de 9 anos, o bom velhinho não pode passar e o único presente que ele recebeu foi o dado no colégio. ''Ganhei uma pista de corrida do Hot Wheels. Neste ano pedi uma chuteira da seleção brasileira, mas se ele não puder dar pode ser um outro brinquedo mesmo'', conta.
Material escolar foi a escolha de Vitor Hugo Souza Gomes, 9 anos, no ano passado. ''Só pedi que fosse do Ben 10'', diz, referindo-se a um personagem infantil. Neste ano o desejo é de um lava-rápido de brinquedo.
Diego Henrique Souza Martinez, 9 anos, também optou por um brinquedo, como no ano passado, quando ganhou uma pista de corrida. ''Fiquei feliz em ele trazer meu brinquedo, espero que nesse ano dê certo novamente'', suspira.
Serviço: - Interessados em participar da Campanha ''Papai Noel dos Correios'' podem se dirigir à Agência Central, na Rua Maestro Egídio Camargo do Amaral, 246, em frente ao Bosque; fone (43) 3377-5123.

Confira alguns dos pedidos feitos pelas crianças:

A magia do Natal em cartas
A magia do Natal em cartas A magia do Natal em cartas A magia do Natal em cartas A magia do Natal em cartas A magia do Natal em cartas A magia do Natal em cartas