Gerson da Luz Souza
De Cascavel
Especial para a Folha
A 3ª Companhia da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), com sede em Cascavel, divulgou a estatística de suas ações em 99. Um dado que chama a atenção é a redução do volume de apreensões de drogas comparativamente a 98. Em 99 foram apreendidos 12,420 quilos de cocaína, enquanto no ano anterior foram apreendidos 36,871 quilos.
A apreensão de maconha totalizou 841,720 quilos em 99, contra 1.366,415 quilos em 98. O total de bolinhas de haxixe aprendidas caiu para 113 em 99, contra 365 em 98. No ano passado não houve apreensões de lança-perfume; em 98 foram apreendidos 153 frascos. As prisões relativas ao tráfico de drogas chegaram a 36 no ano de 99; em 98 foi de 43.
O sargento Dalgiro Roque Nonemacher, que respondia no início da tarde de ontem pela 3ª Companhia da PRE, disse que, de certo modo, os números revelam uma ‘‘inibição do tráfico de drogas’’ em função do ‘‘arrocho na fiscalização’’.
Ele admite, entretanto, que os traficantes possam ter se utilizado de desvios de rota e outros artifícios para reduzir o número de flagrantes. ‘‘É inocência achar que o tráfico diminuiu. Acredito que os traficantes possam ter encontrado outros meios de passar a droga sem correr tanto risco de cair na nossa fiscalização’’, avalia o sargento.
O balanço da PRE inclui ainda dados sobre a recuperação de veículos furtados. No ano de 99 foram recuperados 67 veículos e detidos 46 condutores. No ano de 98, foram recuperados 54 veículos e foram presas 39 pessoas.
No ano passado foram registrados 1.115 acidentes, com 1.007 feridos e 98 mortos. Em 98 foram 1.087 ocorrências, com 1.021 feridos e 98 mortos. A 3ª Companhia da PRE tem jurisdição sobre 62 municípios da região Oeste. Ao todo são 2,8 mil quilômetros de estradas.