Para quem está pensando em renovar a decoração da sala de estar ou o home theater, há móveis ecologicamente corretos no mercado; o design característico dos anos 1950 também está voltando.
Os charmosos móveis cinquentinha voltam à cena em poltronas de pés abaulados e assento profundo. Também ganham força os famosos pés palito em mesinhas laterais, que sustentam o tampo com um delicado tripé.
Embarcando na onda da sustentabilidade, empresas do segmento lançam novas formas de poupar o meio ambiente. Tecidos feitos de fibra de bambu resultam em um novo tipo de seda, luxuosa e resistente o suficiente para revestir um sofá. Segundo pesquisadores, o bambu é uma planta de crescimento rápido se comparado a outras espécies, e possui a vantagem de capturar grande quantidade de gás carbônico do ambiente. Por isso, é objeto de pesquisa constante nas áreas têxtil e de fabricação de móveis.
Outra tendência vista nas lojas, a cada temporada com mais força, são os móveis feitos com madeira de reflorestamento. Hoje é possível escolher uma mesa ou um rack feitos em jequitibá, uma madeira considerada nobre, retirada de área reflorestada.
Em termos de design, os sofás para salas continuam estruturados e com o encosto não muito alto. Na decoração de home thea­ters, eles aparecem reclináveis e bem mais confortáveis, com direito a molas e pillows para não cansar na hora de ver tevê.
Porém, de acordo com o que se vê nas lojas e em projetos de interiores, está cada vez mais difícil fazer a separação entre estar e home theater, resultado de moradias compactas e práticas. O conceito de integração e multifuncionalidade dos ambientes está em alta, indicam arquitetos, por isso o mais comum é encontrar residências que tenham em um único ambiente espaços para receber e assistir a tevê.


Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Salas renovadas
O ambiente da sala de estar conta com espelhos e aposta nos tons neutros e formas limpas, deixando o espaço com um ar contemporâno. O sofá e as poltronas são da Goldline e o lustre, do Studio Casa, assinado pelo designer Eduardo Mourão, tudo para a Vila Moura Tissot
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Salas renovadas
Onda verde: revestido de seda feita em fibra de bambu, o sofá Oásis possui 3,6m de comprimento e laterais de alumínio. Faz parte dos lançamentos da Modulaque para 2011
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Salas renovadas
Mesas laterais Fava: design remete a um grão de feijão. Os pés palito têm inspiração na década de 50. Com estrutura de jequitibá, tampos de pinho de riga e vidro, as peças são vendidas separadamente na Vila Moura Tissot
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Salas renovadas
Também no estilo cinquentinha, poltrona em jequitibá com detalhe em metal cromado, Vila Moura Tissot
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Salas renovadas
Móveis produzidos em jequitibá de reflorestamento criam o clima de aconchego na sala de tevê. O sofá da Goldline, que tem os três assentos retráteis com molas e pillow, foi apresentado na Abimad deste ano (a partir de R$ 6 mil); a mesa de centro (a partir de R$ 1.200) e o rack com painel (a partir de R$ 4 mil) fazem parte da linha Avignon; já as poltronas da Goldline são revestidas por um elegante linho bordado (a partir de R$ 1.300 cada). Tudo Masotti
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Salas renovadas
Banco em madeira abusa do geometrismo, Vila Moura Tissot
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Salas renovadas
A chaise Sleep tem revestimento de couro, base em inox cromado, espuma de estofado e estrutura em fibra de vidro, Modulaque (a partir de R$ 1.590)
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Salas renovadas
O assento do banco Rodes é composto de placas de acrílico dispostas em paralelo. A estrutura é feira de metal cromado, Vila Moura Tissot