Ter um cantinho em casa com uma bíblia, velas e imagens religiosas trazem aconchego e sensação de segurança aos moradores e visitantes. A escolha dos objetos depende da crença de cada um, há quem opte por elaborados quadros com a pomba, símbolo do Espírito Santo; outros preferem orixás, imagens de Buda, terços, oratórios... A variedade de objetos religiosos que podem ser usados para decorar é muito grande, assim como são diversos os ambientes que podem receber este tipo de decoração.
De acordo com o arquiteto Wagner Donadio, a pessoa que opta por dedicar um espaço da sua casa para colocar a imagem de algum santo, uma citação bíblica, ou qualquer outro objeto religioso está demonstrando àqueles que visitam a residência que tem uma crença e que entende aquele objeto como forma de proteção. ''São pessoas que acreditam na mensagem que o objeto passa. Eles não são mera decoração, são objetos de devoção, que transmitem um significado'', explicou.
Halls de entrada e corredores são espaços bastante adequados para receber este tipo de decoração. O arquiteto acredita que os itens religiosos devem estar onde há circulação de pessoas. ''Acho legal entrar numa casa e dar de cara com um objeto que dá a ideia de boas-vindas. Independentemente da religião, eles transmitem uma sensação boa'', definiu.
Conforme Donadio, os evangélicos em geral optam pelo uso dos quadros com o Espírito Santo. ''Eles também gostam das citações bíblicas''. Já os católicos e adeptos de religiões africanas tem uma grande variedade de imagens que podem ser usadas. ''As pessoas que se identificam com este tipo de objeto, podem misturar vários modelos. Eles não precisam combinar entre si, mas a organização precisa estar harmônica com restante do ambiente'', explicou o arquiteto. Ele destacou que alguns cuidados são necessários na hora de fazer a montagem dos espaços. ''Não é recomendável colocar uma imagem sacra ao lado de um quadro de nú por que uma coisa não tem nada a ver com a outra'', exemplificou.
Leveza e alívio são as sensações transmitidas por pequenos altares. ''Estes espaços estão sendo muito usados. É legal condensar todas as imagens em um lugar só, as pessoas encontram todos os santos de devoção no mesmo espaço e aproveitam para pedir e agradecer a eles o que desejarem quando passarem por ali'', afirmou. Conforme o arquiteto, às vezes a pessoa tem uma religião mas acha bonito objetos de outra crença, neste caso a mistura também é permitida, já que decoração é uma questão bastante pessoal.
Conhecer a história dos santos pode ser o primeiro passo a ser dado por aquelas pessoas que estão em dúvida sobre qual escolher. ''O São Benedito é protetor das cozinheiras, ele pode ser colocado na cozinha sem problema nenhum. É uma figura bonita e combina com o ambiente'', disse. Para a sala de jantar o arquiteto sugeriu um quadro da Santa Ceia. ''A parede pode ser composta com vários pratos decorativos pendurados. Tem tudo a ver''.

Fotos: Celso Pacheco, Olga Leiria, Ricardo Chicarelli e Saulo Ohara

Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Casa e templo num só lugar
O hábito antigo de usar imagens de santos na decoração está de volta, trazendo conforto e aconchego a moradores e visitantes
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Casa e templo num só lugar
Uma capela está instalada ao lado da sala de jantar na casa da gerente comercial Mariângela Pinesso; o cômodo foi planejado para ser um espaço de oração
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Casa e templo num só lugar
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Casa e templo num só lugar
As peças em alumínio fundido da artista plástica Letícia Marquez representando o Espírito Santo são pedidas por católicos e evangélicos
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Casa e templo num só lugar
Bênçãos para a família: Maria Aparecida Rocha montou o oratório no corredor que liga os quartos aos demais ambientes do apartamento
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Casa e templo num só lugar
Imagem ilustrativa da imagem CAPA - Casa e templo num só lugar
A produção de estandartes e oratórios é a especialidade do artesão Weber Wanderley; os mais procurados são Nossa Senhora Aparecida e São Jorge