A fotografia é um suporte cada vez mais usado por artistas visuais, talvez por refletir o real de forma peculiar ou por reinventá-lo. Há quem afirme ser a exposição do olhar de uma pessoa sobre o instante capturado e, portanto, um registro mais subjetivo que informativo. Na busca de diferencial, muitos decoradores e arquitetos inserem o trabalho fotográfico em seus projetos. "Sempre trabalhei com fotografia na decoração. Escolho as peças de acordo com o espaço e com o efeito que gostaria de transmitir", revela a arquiteta Bernadette Corrêa que projetou a Sala de TV, decorada com fotos, para a Casa Cor Minas 2011.
Para a arquiteta, a fotografia deve ser um complemento valioso para o ambiente e é dessa forma que deve ser pensado, não apenas em uma simples combinação. "Gosto muito de usar várias fotos ao mesmo tempo, de artistas diferentes e tamanhos diversos. Acredito que agregam um toque peculiar no trabalho", afirma.
Valorizar a arquitetura, trabalhar com o inusitado, refletir a personalidade dos donos da casa ou humanizar os ambientes são propostas dos arquitetos Juliana Vasconcellos e Carlos Maia quando trabalham com fotografia. Os profissionais projetaram a Suíte Presidencial e a decoraram com fotos. Juliana explica que é uma forma de eternizar espaços, mesmo que desconhecidos. "Sempre procuramos usar fotografias que chamem a atenção do nosso olhar, independe do fim para qual foi produzida. Podemos usar fotos feitas em um trabalho autoral de arte sem fim específico, para moda, publicidade, fotos com valor histórico ou fotos pessoais dos clientes", detalha.
De acordo com Juliana, a escolha das fotos vai de acordo com o objetivo a ser alcançado. No caso da Casa Cor, onde o ambiente é um quarto de hotel, foram escolhidas fotografias que causam impacto, despertando interesse do visitante. "Ou que pudesse causar até algum tipo de estranheza. Em um hotel tudo é possível. No caso de projetos residenciais, as fotografias podem ter a ver com a história ou personalidade dos donos. No caso de espaços comerciais, o tema pode remeter ao tipo de produto ou cliente atendido", explica.
Já para a designer de interiores Iara Santos, que projetou o Estar Íntimo e Escritório, para decorar com fotos é preciso usar cores e texturas específicas que combinem com o restante do ambiente. "É preciso fugir do óbvio", atenta. A profissional não recomenda usar fotos que são vendidas em lojas de molduras, por exemplo. "Gosto de imagens com luz natural. São envolventes", revela.

Imagem ilustrativa da imagem ARQUITETANDO - A FOTOGRAFIA NA DECORAÇÃO