Quem mora ou trabalha em um ambiente pequeno e não abre mão das plantas também pode recorrer aos jardins de vaso. Charmosos, podem ser distribuídos em diferentes ambientes internos ou externos. Segundo a design floral e paisagista Mirian Lopes Nakagawa, da Imperial Garden, a procura por jardim de vaso é grande. ''As pessoas querem ter um espaço verde, com várias opções de plantas em harmonia'', diz.
Ela alerta, no entanto, que é preciso escolher com atenção os locais para colocar os vasos. ''Deve-se considerar a umidade do ar, o tamanho da planta, a incidência de sol e de vento'', pontua a design floral, ressaltando que as plantas necessitam de observação diária. ''Trata-se de um ser vivo, que precisa ter suas necessidades respeitadas. Água e nutrientes são fundamentais. O adubo deve ser escolhido de acordo com a espécie e é importante utilizar um húmus de boa procedência'', orienta.
De acordo com ela, as pessoas não devem apertar as folhas para não danificar suas células. ''Muitas pessoas não sabem, mas é recomendável lavar as mãos após manuseá-las'', salienta Mirian, que também é membro da Academia Brasileira de Artista Floral.
O tamanho do vaso é outro aspecto importante. Ela destaca que é necessário conhecer o quanto a planta irá crescer, considerando o desenvolvimento da raiz. Os vasos com furos na base para drenagem de água podem ser uma boa alternativa.
Existem uma infinidade de espécies indicadas para ambientes internos. As mais comuns são as de pequeno porte. Mirian cita a zamioculca e a lança-de-são-jorge, que toleram baixa incidência de luz e àgua, sendo próprias para halls e lavabos. Entre as plantas com flores, ela destaca a afelandra, begônia, bromélia, ciclanthus, violeta, lírio, orquídea, entre outras. ''O antúrio deve ser evitado em locais onde têm crianças, pois é altamente tóxica'', alerta.
Outra espécie que deve ser evitada em casas com crianças é a comigo-ninguém-pode, um tipo de folhagem também tóxica. A design floral acrescenta que algumas plantas de sol se adaptam à meia sombra, como é o caso da cica, ficus, pata de elefante e palmeira phoênix.
''É possível mesclar várias espécies, como de folhagens, flores e até de frutos. Para manter o jardim saudável é interessante contar com o apoio de um profissional devidamente habilitado'', finaliza.



Fotos: Celso Pacheco e Renata Cabrera


Imagem ilustrativa da imagem A opção dos vasos
Imagem ilustrativa da imagem A opção dos vasos
Foram distribuídos vasos de vários tamanhos pelo apartamento com plantas de diferentes espécies. Segundo a design floral Mirian Lopes Nakagawa os vasos favoreceram a harmonia do local
Imagem ilustrativa da imagem A opção dos vasos
Imagem ilustrativa da imagem A opção dos vasos
A cobertura do apartamento se transformou em um belo jardim com vasos distribúidos por todo o espaço. A design floral Mirian Lopes Nakagawa explica que foi criado um pequeno ecossistema, mesclando várias espécies, como plantas de folhagens e de flores. O local conta ainda com um pequeno pomar com frutas e com alguns tipos de ervas