Mauricio Della Barba
Se depender dos profissionais que utilizam a moto como parte do trabalho, a nova YBR 125 já tem futuro garantido no mercado. O novo modelo da Yamaha, apresentado no final do ano passado durante o Salão das Duas Rodas, em São Paulo, chega ao mercado em abril para desafiar a liderança da Honda CG 125 Titan.
Antes de começar a ser vendida, a Folha Carro & Cia colocou um modelo pré-série da YBR 125 para ser avaliada por um mototaxista e um motoboy. Ambos se surpreenderam com o conforto e o desempenho da nova motocicleta da Yamaha.
‘‘É um filé ! Nota dez’’, disse o mototaxista Cléverson Ricardo Pereira, de 24 anos, após dar umas voltas com a YBR 125. No emprego há nove meses, Pereira salientou principalmente o conforto na pilotagem da moto.‘‘A posição de dirigir é melhor, mais alta. O motor também faz menos barulho’’, contou.
Acostumado a dirigir quase 400 quilômetros por semana em uma Honda Titan 1989, Pereira aponta a economia e a durabilidade como os pontos principais de uma moto ideal para a realização do seu trabalho. ‘‘A moto tem que ser resistente para aguentar a barra. Além, é claro, de ser econômica. Essa aqui, aparentemente, parece ser forte o bastante’’, disse.
O entregador de pastéis e vitamina, Marcelo Travasso da Costa, de 23 anos, também tem a mesma opinião de Pereira. ‘‘Gasto R$ 5,00 por dia com gasolina. Se a moto render mais, acabo ganhando mais no fim do dia’’, avaliou Costa.
Costa é dono de uma Honda CG Titan ano 1990, e trabalha há dois anos em cima de uma moto. O entregador de pastéis aprovou o novo lançamento da Yamaha. ‘‘É gostosa, macia e leve. Passa uma sensação de controle total para quem está pilotando’’, afirmou. Costa fez questão de elogiar a suspensão dianteira e os freios da YBR. ‘‘Ela freia bem e a suspensão da frente não deixa o guidão trepidar muito’’, contou.
O visual da YBR 125 também recebeu adjetivos favoráveis. ‘‘O desenho é atual e moderno. Parece até moto importada’’, respondeu Pereira. ‘‘Ela lembra muito a CG, como a rabeta traseira e as laterais. Achei bonita’’, avaliou Costa.
O motor, o primeiro 125 cc de quatro tempos produzido pela Yamaha, foi aprovado pelos motociclistas. ‘‘Impressionante. Achei que fosse mais fraco que a CG’’, disse Pereira. ‘‘Ela puxa bem e anda legal no trânsito’’, concluiu Costa.
De negativo, poucos pontos foram apontados pelos dois motoqueiros. O preço, estimado em R$ 3.800, foi um deles. ‘‘Vou ter que trabalhar muito para comprar uma dessas’’, reclamou o entregador de pastéis. ‘‘Quero ver se ela aguenta mesmo rodar como a CG. A Yamaha tem que colocar na mão de alguns mototaxistas para saber mesmo quanto tempo ela aguenta’’, comentou Pereira.Novo lançamento da Yamaha passa pelo crivo de um mototáxi e de um entregador de pastéis
Fotos: Paulo WolfgangA motocicleta Yamaha YBR 125 cc deve chegar ao mercado no mês de abril para enfrentar a Honda CG titanO motor da YBR 125 cc gera potência máxima de 12,5 cvO mostrador do nível do combustível é novidade no painel da YBRO tanque do novo modelo da Yamaha tem capacidade para 13 litrosO YBR chega para atender às expecativas do público consumidorO entregador de pastéis, Marcelo da Costa, elogia: ‘‘o desenho parece de moto importada!’’O mototáxista Cléverson Ricardo Pereira, de 24 anos, salienta o conforto:‘‘é melhor e mais alta’’