Agência Estado
O mercado de lojas revendedoras de carros blindados está aumentando no Brasil. Em 1998, o cliente contava com 25 casas especializadas no ramo. Neste ano, segundo pesquisa elaborada pela blindadora alemã Wendler, o número de lojas deve chegar a 35. Além disso, o segmento deve movimentar cerca de R$ 60 milhões por mês - R$ 720 milhões ao ano. Atualmente, as empresas do setor que atuam no País blindam cerca de 300 veículos por mês.
De olho no potencial do mercado, a Wendler, instalada no Brasil em novembro do ano passado em Tamboré, município de Barueri (SP), vai lançar o consórcio de blindagem. Pelo sistema, o cliente poderá pagar o serviço, no valor de R$ 55 mil, em 24 mensais de R$ 2.375,00. Serão realizadas duas blindagens ao mês (uma por sorteio e outra por meio de lance). A garantia é de dois anos para suas blindagens.
Com esta modalidade de vendas, segundo o diretor-superintendente da fábrica brasileira, Paulo Butori, a Wendler deverá aumentar em 200 veículos as expectativas de blindagem anual da empresa. Atualmente, a Wendler tem capacidade para blindar entre 60 e 65 veículos por mês.
CapacidadeO crescimento desse segmento, segundo explica Butori, está relacionado ao aumento da violência e também à mudança no perfil do cliente que procura a blindagem. Há algum tempo, comenta ele, os interessados nesse tipo de automóvel eram executivos, autoridades e artistas famosos. Hoje, o carro blindado atrai também a classe média alta e profissionais liberais.
O diferencial do trabalho feito pela Wendler, segundo
explica Butori, é que a blindagem pode ser colocada e removida dos veículos. Normalmente, explica ele, as blindagens feitas no País transferem a energia de um impacto para a parte de dentro do veículo. ‘‘A Wendler, prevendo a possibilidade de uma colisão frontal, ancora a blindagem em fusíveis, dos quais somente a bucha é rebitada. Em em caso de acidente, o parafuso quebra e a blindagem desmonta, permitindo o efeito ‘‘sanfona’’ e reduzindo o impacto da batida. Assim, a blindagem pode ser consertada com o carro e recolocada’’, explica.
Os carros blindados pela Wendler contam com uma chapa de aço moldada e parafusada na carroceria em volta das extremidades dos vidros para evitar que uma bala entre no veículo nos pontos de junção com a carroceria. Hoje, a companhia blinda aproximadamente 1.600 carros de passeio anualmente nas três fábricas da Alemanha e filiais no Brasil e no México. O faturamento do grupo é de cerca de US$ 100 milhões por ano.