Luxo e conforto saltam aos olhos no Grand Cherokee 2011, que chegou ao Brasil totalmente renovado. Na quarta geração do modelo, a Jeep - marca norte-americana criadora do segmento de utilitários esportivos (SUVs) de luxo há aproximadamente vinte anos - se esmerou nos mínimos detalhes para aliar o requinte de um automóvel de passeio à lendária capacidade 4x4.
O veículo é encontrado nas versões Laredo (de entrada) e Limited (topo de linha), ambas equipadas com o motor Pentastar V6 de 3.6 litros, com 286 cv de potência a 6.350 rpm e 347 Nm de torque a 4.300 rpm e transmissão automática de cinco velocidades. Durante uma semana, a reportagem da FOLHA circulou com a versão Limited, que oferece dezenas de itens de segurança e uma variedade de opcionais com tecnologia avançada.
Espaço é o que não falta no SUV de luxo que, apesar de grande, não é difícil estacionar. Tem sistema de auxílio ao estacionamento (ParkSense) na frente e atrás, além de câmera de ré.
No novo modelo, o design externo ficou mais elegante e esportivo. Internamente, o conforto acústico impressiona. Praticamente não se ouve ruído externo - nem do próprio carro. A iluminação por LEDs ajuda a tornar o ambiente mais agradável. O acabamento é requintado, com bancos em couro e detalhes em madeira no painel.
O utilitário conta com computador de bordo programável, airbags, ar condicionado automático e digital, bancos dianteiros com ajuste elétrico em oito direções e retrovisores anti-ofuscantes automáticos, entre outros itens. O som é um capítulo à parte: sistema MyGig com HD de 30Gb, nove alto-falantes, subwoofer e matrix surround sound.
Um diferencial é o sistema de controle de tração Select-Terrain, que dá ao motorista a possibilidade de buscar o melhor resultado em cinco condições de rodagem: lama, esportivo, automático, neve e pedra. As opções são alteradas por meio de um controlador no painel.
Segundo a marca, os novos sistemas de suspensão traseira e dianteira independentes têm a função de aprimorar a dirigibilidade e aumentar o conforto urbano. O ESP (programa eletrônico de estabilidade) ajuda na condução e evita possíveis derrapagens. No asfalto ou na terra, o carro apresenta bom desempenho e estabilidade. A média de consumo, segundo informações do computador de bordo, foi de 5 km/litro em percurso cidadeestrada.
Consumidor
Produzido em Detroit, nos Estados Unidos, o Grand Cherokee é comercializado em mais de 100 países e, desde a criação do primeiro modelo, em 1992, já vendeu mais de 4 milhões de unidades no mundo. Segundo a Divesa, que representa a Jeep em Londrina, o modelo é bem procurado na região, principalmente pelo consumidor acima de 30 anos de idade e com família. Os preços, ainda sem o repasse do aumento da alíquota do IPI sobre os importados, são R$ 160 mil (Laredo) e R$ 180 mil (Limited). Conforme a concessionária, ainda há algumas unidades a serem faturadas sem o aumento, que passará a vigorar em novembro. Os novos valores não estão definidos.

Off-road com luxo
Off-road com luxo Off-road com luxo Off-road com luxo Off-road com luxo