AUXÍLIO Motorista tem ajuda pela Internet Página na rede de computadores é útil para quem vai viajar pelas estradas brasileiras ESTRADAS ELETRÔNICASA página www.estradas.com.br informa sobre estradas, pedágios, roteiros, mapas e outros dados Agência Estado Os motoristas têm na Internet uma boa aliada na hora de viajar. Desde janeiro, está no ar o site www.estradas.com.br, criado pela RDE Empreendimentos Publicitários. Ao acessar o endereço, é possível saber o melhor caminho de um Estado a outro, os preços dos pedágios, as melhores opções para comer e outras informações. São informações sobre as tarifas dos 190 pedágios do Brasil, dicas de pontos de paradas, roteiros, mapas, informações turísticas, opções de lazer, dicas para evitar acidentes e links para outros sites ligados ao setor rodoviário. Os editores também elaboram roteiros de viagem a pedido dos internautas. O site, de 400 páginas, entrou no ar provisoriamente em janeiro, para ser lançado oficialmente só em março. Mas, segundo criador do site e dono da Revista das Estradas, Rodolfo Rizzotto, um imprevisto precipitou o lançamento: na volta do réveillon de 2000, as enchentes que paralisaram a Dutra e as rodovias do Vale do Paraíba provocaram enorme demanda de informações. ‘‘Tivemos tantos acessos que não paramos mais de trabalhar’’, conta ele. No primeiro mês, o site teve 30 mil acessos. A meta agora é chegar a 100 mil por mês. Segundo Rizzotto, o mercado rodoviário brasileiro é o segundo maior do mundo, só perdendo para os EUA. ‘‘Cerca de 1,2 bilhão de pessoas utiliza as estradas nacionais por ano’’, diz. De acordo com ele, há 1,8 milhão de quilômetros de rodovias no País. Como a quase totalidade desse volume é de estradas não recapeadas, até os órgãos especializados, como o DNER, têm dificuldade de obter informações corretas sobre o que ocorre nas vias brasileiras. Rizzotto afirma que os transportadores rodoviários de carga (caminhoneiros autônomos e motoristas contratados de empresas) são bem servidos de informações e dispõem de diversas publicações especializadas distribuídas gratuitamente. Mas 80% das pessas que utilizam as estradas nacionais são motoristas de automóveis e passageiros de ônibus. ‘‘Estas pessoas estão ávidas por informações’’, diz ele. A Revista das Estradas, voltada para esse público, tem tiragem de 200 mil exemplares e é gratuita. A intenção de Rizzotto quando criou o site foi de ir muito além de uma edição on line da publicação. ‘‘A Internet oferece muitas opções e mais espaço’’. Segundo ele, o investimento no site faz parte de um pacote de US$ 2 milhões aplicados pela empresa em informação sobre rodovia nos últimos cinco anos.