Nos Estados Unidos, reagindo ao clamor público contra a morte de 101 americanos que usavam pneus Firestone nos seus carros, a Câmara de Deputados aprovou um projeto de lei que determina a realização de testes de capotagem nos veículos; o uso obrigatório de sistemas de advertência contra o esvaziamento de pneus e penas de prisão, que podem ser rígidas, contra executivos de empresas automobilísticas que ocultem do governo a existência de problemas fatais de segurança. A nova lei, ainda a ser promulgada, pode sofrer com a forte oposição da indústria automobilística. No Brasil, apesar da constatação de alguns acidentes envolvendo os pneus defeituosos, ainda nada foi feito neste sentido.