Da Redação
Os fabricantes nacionais de motocicletas esperam fechar o ano 2000 com cerca de 500 mil unidades vendidas. A expectativa é confirmada pelo desempenho apresentado no primeiro bimestre deste ano, que registrou aumento de 26,6% em relação ao mesmo período de 1999.
O mês de fevereiro foi considerado como o melhor em toda a história do setor. ‘‘Desde 1975, ano de implantação da indústria de motociclos no Brail, nunca se produziu e comercializou tantos veículos em um único mês’’, disse o presidente da Abraciclo (Associação dos fabricantes de motos), Roberto Iquejiri.
A produção no mês passsado atingiu a marca de 50.737 unidades, batendo o recorde anterior de setembro de 1998, quando foram produzidas 47.696 unidades. Já as vendas chegaram ao número de 46.413 motocicletas, contra 46.127 de maio de 1998.
A moto nacional mais vendida continua sendo a Honda CG 125 Titan, com 57,7% de participação no total. A C 100 Biz é a segunda, com 17%, seguida da CBX 200 Strada, 4,3%; XLR 125, 4,1%; Yamaha Crypton, 3,1%; XR 200 R, 3,0%; e NX4 Falcon, com 2,6%.