A Fiat decidiu convidar os donos de 320 mil carros da linha Palio 1.0, o segundo carro mais vendido no país, para realizar uma ‘‘ação preventiva’’ no automóvel. A partir do dia 6 de novembro, as revendas irão instalar novas peças na base inferior do cinto de segurança do motorista. A intenção é evitar que o cinto se desprenda.
Apenas os modelos Palio 1.0, Siena 1.0, Palio Weekend 1.0 e Pick-up Strada, fabricados de maio de 98 até agosto de 2000, participarão do recall.
O comunicado da empresa foi feito quinta-feira ao mercado e a decisão deve atingir outros países da América Latina e Europa, para onde a montadora exporta unidades da Pick-up Strada.
Cerca de 10 mil veículos do modelo (número já incluído dentro dos 320 mil) foram enviados para países como Chile, Uruguai e Itália, que devem receber os kits para serem instalados na base inferior do cinto do motorista. Todos os outros modelos da linha, porém, só são vendidos no Brasil.
Em cerca de 15 minutos, os técnicos das revendas irão instalar duas novas peças próximas à fivela inferior de fixação do cinto do motorista. ‘‘Logo abaixo da fivela, há uma pequena peça de aço, que mede quatro dedos, além de dois parafusos. Uma nova chapa de aço será acoplada no local’’, diz Marco Antonio Lage, gerente de comunicação da Fiat.
A intenção é expandir, em 4 milímetros, o espaço ocupado pelas peças no sistema de fixação do cinto. Isso pode evitar que o mesmo se desprenda de forma involuntária. Até maio de 98, os modelos que saíam da fábrica tinham peças que ocupavam até 7 milímetros a mais de espaço na base inferior do cinto.
Esse espaço foi sendo reduzido, mas agora será ampliado em 4 milímetros com a colocação destas novas peças, que funcionarão como uma espécie de espaçador, como informou a Fiat.
‘‘Houve um problema na junção das peças, na base inferior do cinto, mas não acreditamos que há risco de rompimento dos cintos dos carros pois já realizamos novos testes e nada foi verificado’’, diz Lage.
A linha de carros populares da Fiat é a segunda mais vendida no país, só perdendo para os modelos Gol, da Volkswagen. De 97 até agosto de 2000, foram vendidas mais de 608 mil unidades do modelo Palio 1.0.
Segundo a Anvemca (Associação Nacional das Vítimas de Montadoras e Concessionárias Automobilísticas), 30% dos problemas técnicos dos carros acontece por culpa das montadoras. Segundo a entidade, acontecem por ano no país 400 recalls brancos – realizados nas lojas ou nas montadoras, sem o cliente saber.