Da Redação
É um pássaro ? Um avião ? Ou seria o carro do Batman ? Não. É o 607 Féline, um carro conceito da Peugeot, que causou um tremendo alvoroço quando foi apresentado no Salão de Genebra, na Suíça, no começo deste mês.
Construído a partir do belo sedã 607, o Féline é um verdadeiro esportivo do futuro, de linhas provocantes e aerodinâmicas. Considerado pela Peugeot como um ‘‘Dream Car’’, ou ‘‘carro dos sonhos’’, o protótipo revela a atualidade da montadora em seus projetos futuros.
O grande destaque do Féline é o ‘‘teto-bolha’’ de vidro, que integra pára-brisas, portas sem vidros e um vidro traseiro escamoteável que transforma o modelo em um conversível.
Junto a isso, o visual musculoso do modelo da Peugeot é evidenciado pelo amplo capô, nos faróis sinuosos – que lembram dois olhos felinos – e nas entradas de ar laterais, formadas por três vincos simétricos e bem desenhados. Na frente também estão dois pequenos faróis de milha redondos instalados em uma saia aerodinâmica. Do mesmo modo, na traseira, as lanternas seguem o estilo do sedã 607, limpas e atraentes aos olhos.
O capô enorme proporcionou um habitáculo apenas para duas pessoas, que ficam colocados em uma posição mais recuada. O Féline mede 4,07 metros de comprimento, 1,88 m de largura e 1,19 m de altura. A distância entre-eixos é de 2,58 m, fator determinante para sua cabine reduzida. Toda a carroceria foi construída em fibra de carbono, finalizando em 875 quilos o peso total do veículo. A suspensão dianteira inédita traz triângulo duplo e elemento oscilante.
Para deixar o carro com espírito de um ‘‘animal’’ os engenheiros da Peugeot instalaram um motor 3.0 litros longitudinal, com seis cilindros em ‘‘V’’ dispostos em um ângulo de 60 graus e 24 válvulas, capaz de gerar 210 cv de potência máxima.
Na questão de segurança, além dos já conhecidos freios ABS, air bags, barras protetoras, o Féline é equipado com freios a disco de carbono – 355 mm de diâmetro e 30 mm de espessura – com bombas de quatro pistões da conceituada italiana Brembo.
Os pneus largos e baixos são Michelin Pax com sistema ‘‘anti-furo’’, de 730 mm de diâmetro e 245 mm de largura da banda de rolamento.
Mais que um estudo futurístico, o Peugeot Féline busca resgatar o charme dos conversíveis sem abandonar os frutos da evolução da indústria automobilística.Carro-conceito da Peugeot traz ‘‘teto-bolha’’ de vidro escamoteável, que o transforma em conversível
Fotos:DivulgaçãoO visual musculoso do modelo é evidenciado pelo amplo capô, faróis sinuosos e nas entradas de ar laterais, formadas por três vincos simétricosO ‘‘teto-bolha’’ de vidro do Peugeot Féline integra o pára-brisas e os vidros laterais; na traseira, as lanternas seguem o estilo do sedã 607, limpas e bastante atraentes aos olhos; O capô enorme proporcionou um habitáculo apenas para duas pessoas, que ficam colocadas em uma posição mais recuada