Para recuperar a imagem da marca e ganhar alguns pontos em sua participação no mercado, a Ford acaba de lançar o modelo médio-compacto chamado de Focus. O produto chega às revendas da marca em novembro, com duas opções de carroceria (hatchback e sedã) e motorização Zetec de 1.8 l e 2.0 litros e 16 válvulas.
O automóvel representa o primeiro passo da Ford dentro da visão de fazer da companhia a melhor do setor em nível mundial, como deseja o presidente da Ford Motor Co. Jack Nasser.
O diretor de comunicação corporativa da Ford do Brasil, Célio Batalha, diz que ‘‘agora é a hora da virada’’. A meta da companhia é comercializar 1.500 unidades/mês – 16 mil por ano (60% da opção hatchback e 40% sedã). O modelo é produzido na fábrica de Pacheco, na Argentina.
Apesar de renovar a imagem da Ford, esse não será o modelo que fará a empresa ‘‘resgatar sua posição no mercado’’, como quer o presidente da Abradif (Associação Brasileira dos Distribuidores Ford, Marcos Olsen.
‘‘Para isso o produto alinhado é o carro compacto ‘Amazon’’’, explica o apucaranense Antônio Maciel Neto, presidente da Ford do Brasil. O pequeno ‘Amazon’ será produzido dentro dos próximos dois anos na fábrica que está sendo construída na cidade de Camaçari, na Bahia.
A empresa não divulgou os preços dos novos produtos. A estimativa é que devem custar entre R$ 33 mil e R$ 43 mil. ‘‘O preço será competitivo com seus concorrentes’’, explica Maciel Neto. Nessa faixa de mercado a liderança é do Chevrolet Astra, que disputa clientes com VW Golf e Fiat Brava. Em novembro também começam as vendas do recém-lançado VW Bora.
Os principais argumentos de vendas do Focus são o desenho inovador, alto padrão de acabamento, segurança e conforto e sensação prazerosa de dirigir. O Focus é o sucessor natural do Escort, que ao menos por enquanto terá sua comercialização mantida com motor Zetec Rocam de 1.6 litro e 8 válvulas.
O Focus é um modelo que recebeu muitos prêmios no mundo. Foi eleito o ‘‘Carro do Ano’’ dos EUA neste ano e teve a mesma honraria na Europa em 99. Também foi apontado como o automóvel com ‘‘Mais Belo Design’’ na Itália. E conquistou o título de ‘‘Obra Prima de Ergonomia’’, título concedido pela revista inglesa What Car?
O desenho segue o estilo definido pelos especialistas da empresa como ‘‘ uma evolução do revolucionário ‘New Edge’ (Nova geração)’’ – o pequeno Ka é o principal exemplo dessa tendência. Esse enfoque ‘‘integra linhas fluidas com a beleza destacada por interseções e contornos bem definidos’’, explica Valdir Ventura, chefe do programa de engenharia de produto da Ford.
Na frente existe harmonia entre capô, grade e faróis de policarbonato. Na traseira as lanternas se destacam acima do conjunto e existe sobra de espaços para a carroceria. O hatch atrai mais o público jovem e esportivo, enquanto o sedã aparenta mais tradição e linhas clássicas.
Sem dúvida os automóveis apresentam muita personalidade: ‘‘o Focus dá prosseguimento ao objetivo de liderança da Ford em termos de design, ao mesmo tempo em que reflete o desejo dos clientes por veículos mais expressivos’’, afirma Antônio Maciel neto.
O volume do porta-malas é amplo, aceitando um volume de 350 litros no hatch e 490 litros no sedã.