Samuka Lopes
De Londrina
A Mercedes-Benz conseguiu produzir um modelo com pequenas dimensões, mas com conforto de um carro grande. O Classe A mede 3,6 metros de comprimento, 1,44 m de largura e 1,60 m de altura. E reúne conforto, segurança e versatilidade. A Folha Carro & Cia avaliou a versão Elegance (completa), pelas ruas e estradas da região de Londrina. O modelo surpreende pelo belo design e ótimo nível de conforto e segurança.
A rede de revendedores está comercializando a linha 99/99 com desconto que varia de 6% a 10%. No caso de taxista e portadores de deficiência física, o desconto pode chegar até a 22%. Os preços sugeridos pela fábrica são de R$ 36.800 (básico) e R$ 46.598 (completo).
A boa impressão começa ao entrar no veículo. O motorista pode acertar a altura do banco e ajeitar o volante para a sua melhor posição, através da regulagem de altura. A posição de dirigir também merece elogios, já que o condutor (e demais passageiros), ficam numa condição mais alta dentro do veículo.
O conforto aumenta com a embreagem automática. O piloto só precisa acionar as marchas, para cima ou para baixo. A embreagem é acionada automaticamente, através de um sistema eletro-mecânico.
O motor do modelo é de 1.6 litro, capaz de render até 99 cv de potência máxima. O torque máximo é de 146 Nm (Newton/metro) a 4000 rpm. Esse propulsor é capaz de empurrar o automóvel a velocidade máxima – de acordo com o fabricante –, de 178 km/h. Leva 11,3 segundos para ir de 0 a 100 km/h.
O consumo de combustível, de acordo com os testes feitos pela fábrica, é de aproximadamente 10 km/l na cidade e 16 km/l na estrda. A média é de 14 km/l. Na avaliação feita pela Folha Carro & Cia, a média conseguida foi de 11,5 km/l, entre os trajetos de cidade e estrada.
Mas os maiores destaques estão no item segurança. A solução veio com um novo chassi, construído em dois níveis. Esse conceito permitiu a distribuição das partes mecânicas do carro e aumentou significativamente a resistência da carroceria a impactos. Nesse chassi, o motor ajuda a proteger os ocupantes. Instalado na posição inclinada (59 graus), em caso de choque frontal, ele ajuda a absorver o impacto e, dependendo da intensidade da batida se desloca para baixo do assoalho, sem ameaçar a segurança dos ocupantes.
O carro acomoda cinco pessoas, além da bagagem. No porta-malas, dependendo do arranjo dos bancos, a capacidade pode chegar ao volume de 1.300 litros. Mas com todos os assentos ocupados por passageiros, ele leva até 350 litros de bagagem.
As linhas são identificafdas com a marca, tendo na grade dianteira com a estrela o principal sinal. Seu desenho futurista e aerodinâmico inspira ser um carro leve e ágil.
A nova Classe A possui um alto sistema de monitoramento eletrônico. A começar pelos freios, o modelo conta com sistema ABS (Anti Blockier System), que evita o travamento das rodas e mantém o controle direcional em qualquer tipo de piso.
E tem ainda o BAS (Braking Assistent), que complementa o trabalho do ABS, indentificando as situações de emergência de acordo com a forma que o motorista aciona o pedal do freio. A tração é controlada eletronicamente pelo sistema ASR (Antriebs Schluppf Regelung), que não deixa as rodas patinarem, E finalmente o ESP (Eletronic Stability Program) gerencia a estabilidade do veículo.
Esse sistema age sobre os freios e o motor sempre que o veículo ameaça ficar fora de controle, em consequência da perda de aderência.O automóvel compacto produzido em Minas Gerais apresenta qualidades de um modelo com tamanho maior
Paulo WolfgangO compacto Classe A é três centímetros menor que o Ford Ka: as manobras no trânsito urbano são facilitadasO espaço no banco traseiro é semelhante ao de um modelo sedã de três volumesO modelo tem linhas futuristas e grande área envidraçadaO painel completo facilita a visibilidade do motoristaO chassi é construído em dois níveis, aumentando a segurança dentro do habitáculoO motor de alumínio é instalado na posição frontal inclinada (59 graus) junto com a transmissãoNo porta-malas a capacidade pode chegar até a 1.300 litros, dependendo do arranjo dos bancos