Carro 1000 passa por teste
na Cordilheira dos Andes
Raimundo PaccóAtoleiros, cascalhos e ladeiras foram obstáculos que não conseguiram deter o Gol 1000, que percorreu 5.500 quilômetros sem qualquer problema mecânicoUma equipe formada por dois jornalistas e um fotógrafo testemunhou a resistência e potência do carro 1.0 mais popular entre os brasileiros. Durante 17 dias, um Gol 1000, 1995 transportando os três passageiros e a bagagem, percorreu 5.500 quilômetros de estradas com os mais variados tipos de piso e transpôs uma das maiores cadeias de montanhas do mundo, a Cordilheira dos Andes, com destino ao Oceano Pacífico.
A viagem começou em Rio Branco, capital do Acre, em 21 de setembro do ano passado, e terminou em Ilo, cidade portuária da costa Sul do Peru, 17 dias depois.
Enquanto o ‘‘Andino’’, como foi apelidado o carro, enfrentava as mais diversas barreiras, como ladeiras íngremes, atoleiros, travessias de balsa e pisos de cascalhos, a equipe também tinha um desafio a vencer: a altitude. Para conhecerem a histórica cidade de Cuzco, no Peru, os jornalistas tiveram de suportar as condições do ar rarefeito, a 4.800 metros de altura, em pleno Andes. Para fazer todo o trajeto, o ‘‘Andino’’ consumiu sete tanques de gasolina, que no Peru, na época, custava R$ 0,70 o litro.