Agila pode ser o ‘‘Arara Azul’’ O Opel Agila, que será vendido na Europa, pode ser equipado com dois motores: um 1.0 ou 1.2 litro Entre as inúmeras novidades do Salão de Genebra, que começou esta semana na Suíça, pelo menos uma pode vir a agradar os olhos dos brasileiros ainda este ano. Trata-se do Agila, o mais novo carro lançado pela Opel – um dos braços daChevrolet na Europa. O novo carro pode ser o próximo veículo da General Motors a ser fabricado no Brasil, na nova fábrica da marca que deve ser inaugurada em setembro deste ano, em Gravataí, no Rio Grande do Sul. O projeto do modelo, até então chamado de ‘‘Blue Macaw’’, ou ‘‘Arara Azul’’, é guardado a sete chaves pela GM. A empresa no Brasil nega qualquer relação com o Agila e prefere não divulgar maiores informações sobre o futuro modelo brasileiro. Sabe-se apenas que o projeto do ‘‘Arara Azul’’ está em fase bem adiantada. Enquanto a GM no Brasil faz de tudo para esconder seu segredo, o Agila na Europa começa a chamar a atenção do público. Para isso, a Opel até já lançou um página na Internet (www.agila.opel.com) especialmente para divulgar o modelo, que faz sua ‘‘avant-premiSre’’ em Genebra. Compacto, prático e econômico, o Agila deve inaugurar um novo segmento de mercado, o de microvans. Próprio para o uso familiar em grandes centros urbanos, o pequeno carro promete provocar os concorrentes. O Agila mede 3,5 metros de comprimento, e é menor que o Ford Ka (3,62 m) e Mercedes Classe A (3,57 m). Mesmo assim comporta até quatro passageiros e, com o rebatimento dos bancos traseiros, transforma-se em um prático automóvel de carga, podendo levar até 600 litros de bagagem. Para torná-lo agradável visualmente são oferecidas ao todo 10 cores externas difentes, todas alegres e em tons vivos, como amarelo, verde, cinza e vermelho. O mesmo padrão segue no seu interior, com a possibilidade de três acabamentos diferenciados. Na parte de motorização, o Agila será vendido na Europa com dois tipos de propulsores: um 1.0 e outro de 1.2 litro. O de 1.0 litro é capaz de gerar 58 cv de potência e levar o carro a atingir a velocidade máxima de 142 km/h. O consumo, segundo a Opel, é de 6,3 litros para cada 100 km (ou 15,8 km/l). Já a versão com motor 1.2 litro produz 72 cv de potência e atinge os 155 km/h de velocidade máxima. O Agila 1.2 gasta 6,5 litros de combustível para andar 100 km (15,3 km/l). O preço do Agila na Europa ainda não foi divulgado. (M.D.B.)