1948
- No dia 13 de novembro, circula a primeira edição da ‘Folha de Londrina’, com quatro páginas standard. O fundador do jornal, João Milanez (foto), catarinense de Meleiro, mudara-se para Londrina dois anos antes. Município tinha 17 mil habitantes.
1952
- Gráficas utilizam o sistema de linotipia. A ‘Folha’ compra uma impressora rotoplana. Jornal é diário de oito páginas, com notícias internacionais na capa.
1956
- A ‘Folha’, já um respeitado jornal regional, adquire uma rotativa de origem alemã e instala-se em ampla sede, no centro de Londrina.
1969
- A ‘Folha’ é a terceira empresa do País – e a primeira do interior – a adquirir uma impressora off-set.

1979
- Na Redação, jornalistas datilografam aceleradamente em suas Olivetti. Jornal têm circulação estadual, atingindo também o sul de São Paulo, litoral catarinense e parte dos Estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A Folha torna-se um grupo de comunicação, com a TV Tarobá (Oeste do Paraná) e três emissoras de rádio.
1989
- ‘Folha’ instala novo e moderno parque gráfico em Londrina. Começa o processo de informatização do jornal.
1996
- A empresa, que quatro anos antes abrira seu capital para novos sócios, entra para a história da imprensa como o primeiro jornal do mundo a receber o certificado ISO 9002. Com a internet (‘FolhaWeb’), leitores têm acesso a notícias ‘on line’.
1997
- Fora da região de Londrina, jornal passa a circular com o título de ‘Folha do Paranᒠe tem três clichês diários (Londrina/Norte; Curitiba/Sul e Centro-Oeste, Sudoeste, Noroeste).
1999
- Empresa volta a ousar e inicia novo projeto de expansão lançando produtos e serviços e preparando o jornal do novo milênio. Parcerias nacionais e internacionais enriquecem o jornalismo da ‘Folha’.