Arquivo FolhaGuarda multa abusados que avançam a faixa: educação vem da escolaINFRAÇÕES
Detran notifica 4.300 motoristas em 99
Até o início de dezembro, 4.300 motoristas paranaenses haviam sido notificados por ter atingido 20 pontos na carteira. Os pontos começaram a ser contabilizados de 25 de setembro de 1998 em diante. No período até 25 de setembro, os pontos anistiados.
O motorista que recebe o aviso da suspensão do direito de dirigir deve entregar a sua carteira de habilitação ao Detran e cumprir a pena, que pode chegar a 12 meses. Se preferir, o motorista ainda pode entrar com recurso. O coordenador de Habilitação do Detran, Oswaldo Maçaneiro, diz que somente 10% dos notificados entregam a carteira e cumprem a suspensão. Os outros recorrem ou ignoram o aviso.
O coordenador de Infrações do Detran, Ricardo Bueno, lembra que o não cumprimento da penalidade vai trazer problemas – como multa de 900 Ufir (R$ 879,30) e carteira cassada.
Dos motoristas notificados por terem atingido 20 pontos no Paraná, cerca de 70% são de Curitiba – 85% são homens e 15% mulheres. As infrações mais cometidass são transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 50%; estacionar veículo em desacordo com a sinalização; deixar de efetuar registro do veículo no prazo de 30 dias; transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%; avançar o sinal vermelho.
Mas não são apenas os motoristas que atingem 20 pontos que perdem o direito temporário de dirigir. O CTB prevê a suspensão direta, ou seja, algumas infrações implicam na perda temporária da carteira. Até o final de novembro, 21.500 foram notificados da suspensão direta. Destes, 95% eram homens e 5%, mulheres. A faixa de maior incidência de casos de suspensão direta é dos 18 aos 25 anos de idade. As infrações mais comuns cometidas pelos motoristas que tiveram o direito de dirigir suspenso automaticamente são: condutores de motocicletas sem o capacete; condutores alcoolizados; condutores de motocicletas com passageiros sem o capacete; uso do veículo para desenvolver manobras perigosas; transitar em velocidade superior a máxima permitida em 50% ou mais.
Este ano, no período de janeiro a julho, os motoristas paranaenses cometeram 335.171 infrações de trânsito, contra 414.087 no mesmo período do ano passado. As mais comuns em 1999 foram: transitar em velocidade superior a máxima em até 50%, estacionar veículo em desacordo com a sinalização, deixar de efetuar registro do veículo no prazo de 30 dias, transitar em velocidade superior a máxima em até 20% e avançar o sinal vermelho.