VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Política
AVALIADO EM R$ 5 MILHÕES

Câmara de Londrina aprova doação de terreno para ampliação de universidade

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Divulgação
Divulgação


Um terreno de 16 mil metros quadrados na Vila Santa Terezinha, zona leste, será doado para ampliação do recém-inaugurado campus da Unicesumar em Londrina. O projeto de lei que autorizou essa doação da área foi aprovado por 16 votos favoráveis e apenas um contrário, em segundo turno, na sessão desta terça-feira (5) pela Câmara Municipal de Londrina e segue para sanção do prefeito Marcelo Belinati (PP).
PUBLICIDADE

O terreno foi avaliado em R$ 5 milhões pela Comissão Permanente de Avaliação de Bens da Prefeitura de Londrina. Apenas o vereador Filipe Barros (PRB) votou contra o projeto.

Além da doação, o projeto altera o zoneamento de lotes naquela região que era considerada zona residencial e passou a ser área universitária. A matéria também definiu as contrapartidas para instituição conquistar o benefício do terreno milionário. A obra deverá iniciada no prazo de 18 meses após promulgada a lei e a conclusão do prédio terá que ser executada em 36 meses sob pena reversão do imóvel ao domínio do município.

A Unicesumar terá ainda a obrigação de recuperar o asfalto da região no entorno com investimento de R$ 3,1 milhões e efetuar recuperação do fundo de vale do córrego que fica próximo ao terreno doado.

Outra exigência, segundo o diretor da Unicesumar, Paulo César Valle, é a realização de um novo EIV (Estudo de Impacto de Vizinhança). "Fora feito um EIV para atender as questões de mudança de zoneamento. Agora, depois de apresentado o projeto da construção, ficou consignado que teremos que fazer um novo EIV para que passe por análise de todas as secretarias", disse. Segundo Valle, as questões ambientais estão sendo observadas e a instituição precisará cumprir o PRAD (Plano de Recuperação da Área Degradada) que passa pelo crivo dos técnicos da SEMA (Secretaria Municipal do Ambiente).
Guilherme Marconi
Reportagem local
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

CLÁUDIO HUMBERTO

"É importante que o próximo presidente não tenha que assumir"
Ministro Henrique Meirelles (Fazenda) sobre a aprovação da reforma da Previdência

MUDANÇAS DE POSICIONAMENTO

Projeto que reduz distância entre bares e escolas emperra na Câmara

Proposta de alteração no Código de Posturas reduz distância de 300 para 200 metros; mudança no parâmetro da medição gera dúvida

Deputados 'carimbam' projeto que pode aumentar ICMS de empresas

Parlamentares mantiveram a isenção do pagamento de tributo para empresas com receita bruta anual igual ou inferior a R$ 360 mil; Fiep novamente critica a medida

LUIZ GERALDO MAZZA

LUIZ GERALDO MAZZA

Ora, Meirelles é o candidato mais ajustado ao mercado e aos seus impulsos nem sempre coerentes, mas tem cotação muito abaixo da Bolsa nos 2% de intenções do Datafolha

INFORME FOLHA

INFORME FOLHA

Projeto de lei "antipichação" aumenta de r$ 500 para R$ 5 mil a multa contra pichadores

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados
HOSPEDADO POR
Hospedado por Mandic