VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Olá
Assine já para continuar a ler a Folha de Londrina.
Para identificá-lo como assinante, precisamos do seu email e CPF.
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Mundo
20/04/2017
ATAQUE NA FRANÇA

Atirador da Champs-Élysées tinha policiais como alvo

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

O autor dos tiros que provocou nesta quinta (20) a morte de um policial na Avenida Champs-Élysées, em Paris, tinha como alvo os agentes que patrulhavam a região, informou o porta-voz do Ministério do Interior da França, Pierre-Henri Brandet. As informações são da Agência EFE.
PUBLICIDADE

Leia Mais:
Policial e suposto atirador morrem em tiroteio na Champs-Élysées

Em entrevista à rede de televisão BFMTV, ele afirmou que o autor atirou "deliberadamente" em um agente que estava em um carro patrulha e, posteriormente, tentou matar outros policiais.

Embora ainda não se saiba as motivações do tiroteio, a investigação ficou sob a resposabilidade da seção antiterrorista da Promotoria de Paris.

Segundo a BFMTV, o autor dos disparos já tinha sido fichado pelos serviços de inteligência franceses como alguém "radicalizado".

Por volta das 21h (16h no horário de Brasília), o autor do atentado estacionou seu carro perto de uma patrulha policial de controle do tráfego. De acordo com o porta-voz, dentro da viatura havia um agente, enquanto os colegas tinham descido.

O homem abriu fogo com uma arma automática, matou o policial e fugiu a pé. Depois, começou a atirar nos demais agentes que faziam a patrulha e feriu dois antes de ser abatido pelas forças de segurança.

A avenida foi fechada ao tráfego e evacuada, da mesma forma que ruas adjacentes, e um grande esquema de segurança foi montado na região.
Agência Brasil
PUBLICIDADE
CONTINUE LENDO

Protestos contra Maduro deixam mortos na Venezuela

Opositores cobram a convocação de eleições gerais com intuito de tirar o presidente do poder

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Assine a Folha de Londrina
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados