VOLTAR PARA HOME
Continue tendo acesso ao conteúdo da Folha
   ou   
Cadastre-se pelo Facebook
para ter acesso ao melhor conteúdo do Paraná
VOLTAR PARA HOME
Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante Já sou assinante
Sexta-feira, 21 de Julho de 2017
Folha Rural
29/04/2017

Direto do Campo

QR Code
Enviar por Email
Compartilhar
Twettar
Linkedin
Fonte
Comunicar erro
Ler depois

Vacinação contra febre aftosa
Na próxima segunda-feira (1º), a vacinação contra a febre aftosa começa em 22 estados e no Distrito Federal. A meta do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) é imunizar 198 milhões de bovinos e bubalinos durante todo o mês de maio. O número representa mais de 90% do rebanho do país, de 217,5 milhões de cabeças.

Retirada gradual da vacina
Segundo o diretor do Departamento de Saúde Animal (DSA) do Mapa, Guilherme Marques, os pecuaristas deverão buscar a maior cobertura vacinal possível para que o Brasil cumpra todas as ações previstas no Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA). "A retirada gradual da vacina vai começar somente a partir de 2019. Até lá, todo o cronograma segue inalterado."

Animais com até 24 meses
Nos rebanhos do Paraná, São Paulo, Acre e Espírito Santo nesta etapa vão imunizar apenas animais com de até 24 meses. Nos demais estados do País todos os animais devem ser vacinados. Parte dos estados do Amazonas e do Pará, além de Rondônia e Roraima, já começou a imunização entre março e abril. O produtor deve preencher a declaração de vacinação e entregá-la no serviço veterinário oficial do seu estado junto com a nota fiscal de compra das vacinas.
CONTINUE LENDO

Pecuária em Destaque

A utilização desses aditivos funcionais e consequentemente a isenção de APC’s é uma solução inovadora e sustentável para a cadeia produtiva de alimentos e que simboliza o sucesso do agronegócio

O verdadeiro vizinho solidário

"A reunião era muito badalada, tinha aqueles que vinham pra ajudar, outros pra conversar, contar história, dedilhar uma viola e até os que frequentavam para beber uma cachacinha. Porém, todos eram bem-vindos"

Antibiótico com fim nutricional: produção controversa

Usado para aumentar a eficiência alimentar na produção de carnes, o medicamento fomenta o debate da classe científica de que poderia ocasionar o surgimento de superbactérias

Conceito futurista para o trator

Máquina modelo apresentada pela Case IH pode ser monitorada a distância

Assine a Folha de Londrina
EDITORIAS
PolíticaGeralMundoCidadesEconomiaEsporteFolha 2OpiniãoFolha MaisEleições 2016Índice de Notícias
SEÇÕES
ChargeColunistasIndicadoresTempoHoróscopoEdição DigitalGaleria de FotosClassificadosCadernos EspeciaisPromoçõesLoteriasVídeos
SEMANAIS
Folha GenteCarro & CiaImobiliária & CiaSaúdeEmpregos & ConcursosFolha CidadaniaNorte PioneiroMercado DigitalFolha RuralEspecialCozinha & Sabor
CLASSIFICADOS
VrumLugar CertoFolha ClassificadosDiversos
SERVIÇOS
ComercialArquivoCapa do ImpressoExpedienteFale ConoscoClube do AssinanteAviso LegalPolítica de PrivacidadeTrabalhe ConoscoQuem SomosGuia GastronômicoAssine Já!
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados